Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Fumante de 60 anos dá entrada no pronto-socorro com quadro de febre, tosse produtiva e dispneia. O RX do tórax revela derrame pleural esquerdo, com infiltrado pneumônico subjacente. A análise do líquido pleural revela líquido turvo; proteína = 4,5 g/dl; LDH = 300 Ul/L; 3.000 leucócitos/mm³ sendo 90% PMN; glicose = 65 mg/dl; pH = 7,09. Das características do líquido pleural neste caso, a que indicaria necessidade de drenagem torácica fechada em selo d’água é o valor do (a):

A
pH.
B
LDH.
C
glicose.
D
proteína.
Em qual dos tumores hepáticos abaixo relacionados, a conduta é cirúrgica?
Dos tumores pancreáticos, qual o que apresenta menor potencial de malignização?
Uma paciente de 74 anos foi admitida no setor de urgência de um hospital com dores de forte intensidade em região de coluna lombar, após ter caído sentada, da própria altura. O RX da coluna vertebral mostra rarefação óssea e em região de lombar, L4-L5, apresenta achatamento dessas vértebras. Menopausada aos 38 anos de idade, possui um IMC "menor que" 18 Kg/m². Nega outras doenças. Nesse caso, além da fratura em vértebras lombares, podemos afirmar que:
Com relação à síndrome dispéptica do idoso, podemos afirmar: I - A gastropatia por AINE é muito frequente; II - A disfagia alta pode ser uma causa para dispepsia em pacientes idosos com doença de Alzheimer; III - A endoscopia alta é um exame de primeira linha na investigação da dispepsia em idosos; IV - Os idosos dispépticos devem ser tratados com inibidor de bomba de prótons, sendo desnecessário investigação específica nessa população; São CORRETAS apenas as afirmativas:
Compartilhar