Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Cardiopediatria

Doenças Respiratórias

Gestante admitida no pronto-atendimento obstétrico em trabalho de parto, com idade gestacional de 41 semanas e 5 dias, é encaminhada a cesárea de emergência devido à presença de bradicardia fetal e líquido amniótico com mecônio espesso. Em relação ao atendimento desse recém-nascido, assinale a alternativa INCORRETA.

A
As manifestações clínicas da síndrome de aspiração meconial geralmente têm início nas primeiras horas de vida e incluem taquipneia, gemência, cianose e aumento do diâmetro anteroposterior do tórax.
B
Pneumotórax ou pneumomediastino são complicações frequentes na síndrome de aspiração meconial.
C
Mesmo que o recém-nascido nasça vigoroso, é obrigatória a visualização da traqueia sob laringoscopia direta e entubação para aspiração traqueal do mecônio espesso.
D
Nos casos de síndromes de aspiração meconial que cursam com hipoxemia grave, a realização de uma ecocardiografia com Doppler é essencial para verificar a ocorrência de hipertensão pulmonar persistente e excluir a presença de uma cardiopatia congênita.
E
A manutenção do ambiente térmico neutro, o manuseio mínimo, o uso de sedação, a correção da hipoglicemia, da hipocalcemia e da acidose metabólica quando presentes e a restrição hídrica são medidas de suporte essenciais para assistência inicial do recém-nascido com síndrome de aspiração meconial.
O agente etiológico mais comumente envolvido nos casos de osteomielite em uma criança de dois anos de idade é:
Paciente de 70 anos, portador de litíase biliar, apresenta dor abdominal, febre e icterícia. Ao exame, encontrava-se confuso e hipotenso. Os exames bioquímicos revelaram leucocitose com desvio à esquerda, elevação de bilirrubinas, fosfatase alcalina, gama-glutamiltranferase e de transaminases. O ultrassom demonstrou dilatação de vias biliares intra e extra-hepáticas. A melhor opção terapêutica neste caso é:
De acordo com o Manual de Normas para Controle e Assistência das Infecções Respiratórias Agudas do Ministério da Saúde, qual o provável diagnóstico e conduta diante de pré-escolar, 03 anos de idade, com febre e tosse há 48 horas, sem tiragem intercostal ou subdiafragmática, com frequência respiratória de 50ipm?
Você tem em sua enfermaria um paciente de sexo masculino, 53 anos, portador de icterícia obstrutiva de longa evolução. Ao checar a evolução, você percebe que esse paciente, mesmo após 3 dias de reposição de vitamina K intramuscular, mantém tempo de protrombina bastante alargado (RNI 3,0). Em relação a essa informação, assinale a alternativa correta.
Compartilhar