Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante adolescente, com 32 semanas, durante consulta de pré-natal de um PSF, apresenta-se com VDRL ¼, e o resultado do FTA-Abs só ficará pronto em 30 dias. Qual a sua conduta?

A
Realizar VDRL de contraprova.
B
Considerar como doença tratada.
C
Repetir VDRL com diluição.
D
Iniciar tratamento para sífilis.
E
Aguardar o FTA-Abs.
Secundigesta, 29 anos, 30 semanas de gestação bem datada através de ultrassonografia de primeiro trimestre, chega ao pronto-socorro queixando-se de perda líquida via vaginal. Ao exame especular, foi confirmada a presença de líquido amniótico exteriorizando-se pelo orifício cervical. Exames complementares: hemoglobina =11 g/dl; hematócrito = 30%; leucócitos totais = 12.000; cardiotocografia = padrão tranquilizador; perfil biofísico fetal de 8. Com base no caso acima, assinale a alternativa que indica a conduta correta:
Jovem procura seu médico, por quadro iniciado há dois meses, de febre vespertina, sudorese noturna e perda ponderal. É percebido aumento de volume na região cervical compatível com linfonodomegalia, que é biopsiada com exame histopatológico, mostrando doença de Hodgkin tipo predomínio linfocitário. Dos achados abaixo, o que confere pior prognóstico para o paciente é a presença de:
Em relação ao trabalho de parto, em qual das condições abaixo é aconselhável a internação do paciente?
Julgue o item que se segue, relativo ao caso clínico de uma paciente de 40 anos de idade portadora de litíase biliar sintomática. Se a paciente apresentar quadro de pancreatite biliar leve, é indicada a extração de cálculos por CPRE.
Compartilhar