Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante com 14 semanas, detectou sorologia positiva (IgG e IgM) para toxoplasmose com 8 semanas. Qual a melhor conduta?

A
Iniciar espiramicina e pesquisar infecção fetal.
B
Iniciar pirimetamina e pesquisar infecção fetal.
C
Orientar medidas higieno-dietéticas.
D
Solicitar teste de avidez de IgG.
E
Realizar PCR em líquido amniótico para Toxoplasmose.
No acompanhamento do trabalho de parto podemos detectar, através do partograma:
Uma mulher de 20 anos, com vida sexual ativa desde os 14 anos, com o desejo de gestar e atraso menstrual de 50 dias, iniciou um quadro clínico de dor pélvica e discreto sangramento via vaginal de coloração escura há 03 dias. Apresenta como antecedentes gineco-obstétricos um relato de abortamento espontâneo aos 15 anos de idade e um período de internação de 5 dias por “inflamação na barriga”, há 3 anos. Ao exame clínico há palidez cutaneomucosa de +3/4+, pressão arterial de 90x45mmHg, frequência cardíaca de 100bpm. Os exames complementares mostram teste sanguíneo de B HCG positivo para gravidez e dosagem de hemoglobina de 6,9g/dl. Diante desse quadro clínico, a prenhez ectópica é um dos diagnósticos prováveis e afirma-se que:
No sangramento Uterino Anormal os mecanismos capazes de provocar sangramento endometrial são:
Uma mulher de 50 anos que apresenta sintomatologia clínica de irregularidade menstrual, labilidade emocional, insônia, queda da libido e episódios de “fogacho” provavelmente encontra-se no climatério. Em relação a esta fase da evolução biológica da mulher, afirma-se que:
Compartilhar