Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Obstetrícia

Gestante com 20 semanas de gestação vem à consulta rotineira de pré-natal mostrar os primeiros exames realizados como apresentado a seguir. Nega qualquer queixa no momento. Hemoglobina = 13,2 Hematócrito = 35 Leucócitos 9000 diferencial sem alterações; VDRL não reagente; Anti-HIV não reagente; HBsAg não reagente; Glicose 78; Anticorpos para Toxoplasmose IgG e IgM não reagentes; EQU: Leucócitos 3/campo e hemácias 2/campo; Urocultura: E coli > 100.000 Qual a melhor conduta diante destes resultados?

A
Tratar com nitrofurantoína 400mg 6/6h por 7 dias.
B
Repetir EQU e Urocultura, pois podem estar alterados por problemas do laboratório, uma vez que a paciente não apresenta sintomas.
C
Indicar internação hospitalar, pois há risco de Trabalho de Parto Prematuro.
D
Tratar com fenazopiridina por 5 dias.
E
Indicar profilaxia com sulfametoxazol + trimetroprim até o final da gestação.
Ainda em relação aos sopros inocentes assinale a alternativa correta nos sopros de ejeção pulmonar:
Paciente, 7 anos de idade, procedente da zona rural, é internado com quadro de dor abdominal há 3 dias em cólica de média intensidade, anorexia, tosse e febre diária de baixa intensidade. Ao exame, REG é nutricional, palidez cutaneomucosa. Abdome volumoso, SM visceromegalias, doloroso à palpação. Hemograma com 9400 leucócitos, 58% segm., 1% bast., 10% eosinófilo, anemia microcítica e hipocrômica moderada (Hb: 7,0; Ht: 26%), ausência de células anormais. RX de tórax com infiltrado inflamatório intersticial. O diagnóstico mais provável é:
Qual é o sinal/sintoma mais precoce do câncer glótico?
A associação de anemia, hipercalcemia, insuficiência renal e fraturas patológicas são características de:
Compartilhar