Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Obstetrícia

Gestante com 20 semanas de gestação vem à consulta rotineira de pré-natal mostrar os primeiros exames realizados como apresentado a seguir. Nega qualquer queixa no momento. Hemoglobina = 13,2 Hematócrito = 35 Leucócitos 9000 diferencial sem alterações; VDRL não reagente; Anti-HIV não reagente; HBsAg não reagente; Glicose 78; Anticorpos para Toxoplasmose IgG e IgM não reagentes; EQU: Leucócitos 3/campo e hemácias 2/campo; Urocultura: E coli > 100.000 Qual a melhor conduta diante destes resultados?

A
Tratar com nitrofurantoína 400mg 6/6h por 7 dias.
B
Repetir EQU e Urocultura, pois podem estar alterados por problemas do laboratório, uma vez que a paciente não apresenta sintomas.
C
Indicar internação hospitalar, pois há risco de Trabalho de Parto Prematuro.
D
Tratar com fenazopiridina por 5 dias.
E
Indicar profilaxia com sulfametoxazol + trimetroprim até o final da gestação.
Psiquiatra interconsultor de hospital geral é chamado para avaliar paciente em confusão mental com crônica dependência ao álcool. O paciente se encontra internado há quatro dias por politraumatismo, com lesões corto-contusas em cabeça, tórax e membros, e os estudos radiológicos de crânio e esqueleto restante não revelaram fraturas. A avaliação demonstra comportamento desorganizado, desatenção, desorientação e comportamento hostil com contactantes, aparentemente motivado por falso reconhecimento de desafetos. Os dados vitais, exame físico e neuromotor se revelam normais e a enfermagem relata que o paciente foi admitido exibindo-se orientado e o quadro se instalou somente no segundo dia de internação. O médico solicitante levanta a hipótese de síndrome de abstinência ao álcool e pede orientação para iniciar prescrição medicamentosa. Assinale a hipótese ou conduta a ser orientada pelo médico:
São critérios diagnósticos para distúrbio autista: I - Falta de reciprocidade social ou emocional; II - Falta ou atraso do desenvolvimento da linguagem, não compensada por outros meios (apontar, usar mímica); III - Preocupação excessiva, em termos de intensidade ou de foco, com interesses restritos e estereotipados; IV - Preocupação persistente com partes de objetos.
Criança de 12 anos, internada com quadro de edema, eritema e dor na região periorbitária do olho esquerdo, refere que, nos últimos dias, de modo estranho, não consegue movimentar o olho esquerdo, preferindo mantê-lo fechado, evitando com isso ver duas imagens. Quando examinado, o paciente encontra-se com as pupilas centradas, e a diplopia piora ao olhar para a direita ou para a esquerda; demonstra também deficiência na abdução do olho esquerdo. Diante do descrito, qual o diagnóstico clínico, a causa da complicação observada e a antibioticoterapia indicada?
Paciente mergulhou em águas rasas há 2 horas. Chega à emergência consciente e orientado. Radiograma cervical em perfil mostra luxação total de C6 sobre C7. Assinale a alternativa que corresponde ao seu exame físico:
Compartilhar