Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Neuropediatria

Doenças Respiratórias

Gestante com 29 semanas de idade gestacional foi admitida em trabalho de parto expulsivo e história de perda de líquido por via vaginal há 2 dias. O recém-nascido nasceu hipotônico, com respiração irregular, frequência cardíaca de 80 bpm e cianótico. Apresentou boa resposta à ventilação com pressão positiva utilizando-se balão autoinflável e máscara. O peso de nascimento foi de 1180 gramas e os escores de Apgar de 1º e 5º minuto foram, respectivamente, 3 e 8. Encaminhado para UTI neonatal, o recém-nascido evoluiu na primeira hora de vida com esforço respiratório caracterizado por taquipneia (frequência respiratória = 80 ipm), batimento de aleta nasal, gemido expiratório, tiragem inter e subcostal e retração esternal moderadas, além de aumento progressivo da necessidade de oxigênio para manter-se acianótico. Em relação ao caso apresentado, considere as afirmações abaixo: 1. A síndrome de desconforto respiratório (doença de membrana hialina) deve ser considerada entre os diagnósticos diferenciais, por se tratar de um prematuro de muito baixo peso cuja mãe não recebeu corticoide antenatal; 2. O diagnóstico mais provável é o de taquipneia transitória do recém-nascido, por ocorrer com maior frequência em recém-nascidos com asfixia perinatal; 3. A pneumonia congênita é um diagnóstico que pode ser facilmente afastado ou confirmado após a realização da radiografia de tórax; 4. Além do suporte respiratório, está indicada a coleta de hemoculturas e o início imediato de antibiótico de amplo espectro; 5. A administração de surfactante exógeno só deve ser considerada após 2 horas de vida, se houver falha do suporte respiratório. Assinale a alternativa correta.

A
Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras
B
Somente as afirmativas 2, 3 e 5 são verdadeiras
C
Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras
D
Somente as afirmativas 1 e 5 são verdadeiras
E
Somente as afirmativas 2 e 5 são verdadeiras
Qual(is) afirmação(ões) abaixo está(ão) CORRETA(S)? I. O aumento da resposta muscular com a estimulação repetitiva do nervo é característica da miastenia gravis. II. Lesão degenerativa de disco lombar mais frequentemente ocorre no nível L3-L4. III. A neuralgia do trigêmeo é caracterizada por paroxismos de intensa dor na face, com duração usual de 10 a 15 minutos. IV. Diante do seguinte quadro: cinco ataques de cefaleia unilateral, pulsátil, com intensidade de moderada para grave, que piora com atividade física e dura entre 4 a 72 horas, com náusea, ou vômito, ou fotofobia, faz-se o diagnóstico de migrânea sem aura. V. As alterações cognitivas dos pacientes com doença de Alzheimer tendem a seguir um padrão característico, começando com comprometimento da memória recente, que se estende para a linguagem e déficits visuoespaciais, mas, em 20% dos casos, na apresentação, não há comprometimento de memória, e sim dificuldade para encontrar as palavras e dificuldade de organização.
Homem, 30 anos, é extricado após 2 horas de grave acidente automobilístico. Apresenta sinais vitais estáveis, fraturas de costelas e movimento paradoxal à direita. Radiograma de tórax mostra grande contusão pulmonar, sem envolvimento pleural. A saturação de oxigênio é de 88%. Qual é o tratamento correto para este caso, logo após aplicação do ATLS?
Heloísa, 24 anos, gesta III, para 0, aborto II (duas perdas fetais no 2º trimestre), atualmente na 34ª semana de gestação, procura a emergência com cólica, dores em membros inferiores e perda líquida há duas horas, sem sangramento. No exame obstétrico inicial, observa-se líquido amniótico claro e sem grumos saindo pela vagina. Nos membros inferiores nota-se trombose venosa profunda (TVP). A cardiotocografia realizada 1h após a internação evidencia padrão periódico, desaceleração da frequência cardíaca fetal, cujo intervalo de tempo entre o início da contração e o princípio da desaceleração é de 35 segundos com linha de base em 130 bpm. Heloísa está agora com 6 cm de dilatação, colo 100% apagado,apresentação em plano“0” de De Lee, líquido de tinto de mecônio. BCF de 110 bpm e cardiotocografia não reativa. No puerpério imediato, a trombose venosa profunda (TVP) de Heloísa se agrava por ter permanecido muito tempo acamada apesar das recomendações médicas para a deambulação precoce. No terceiro dia de puerpério, Heloísa amanhece com as mamas doloridas, muito ingurgitadas, levemente hiperemiadas e temperatura axilar de 37,8°C. Diante deste quadro clínico a conduta é:
A principal justificativa para o emprego do sulfato de magnésio no tratamento da pré-eclâmpsia grave consiste em:
Compartilhar