Questões na prática

Pediatria

Neonatologia

Neuropediatria

Doenças Respiratórias

Gestante com 29 semanas de idade gestacional foi admitida em trabalho de parto expulsivo e história de perda de líquido por via vaginal há 2 dias. O recém-nascido nasceu hipotônico, com respiração irregular, frequência cardíaca de 80 bpm e cianótico. Apresentou boa resposta à ventilação com pressão positiva utilizando-se balão autoinflável e máscara. O peso de nascimento foi de 1180 gramas e os escores de Apgar de 1º e 5º minuto foram, respectivamente, 3 e 8. Encaminhado para UTI neonatal, o recém-nascido evoluiu na primeira hora de vida com esforço respiratório caracterizado por taquipneia (frequência respiratória = 80 ipm), batimento de aleta nasal, gemido expiratório, tiragem inter e subcostal e retração esternal moderadas, além de aumento progressivo da necessidade de oxigênio para manter-se acianótico. Em relação ao caso apresentado, considere as afirmações abaixo: 1. A síndrome de desconforto respiratório (doença de membrana hialina) deve ser considerada entre os diagnósticos diferenciais, por se tratar de um prematuro de muito baixo peso cuja mãe não recebeu corticoide antenatal; 2. O diagnóstico mais provável é o de taquipneia transitória do recém-nascido, por ocorrer com maior frequência em recém-nascidos com asfixia perinatal; 3. A pneumonia congênita é um diagnóstico que pode ser facilmente afastado ou confirmado após a realização da radiografia de tórax; 4. Além do suporte respiratório, está indicada a coleta de hemoculturas e o início imediato de antibiótico de amplo espectro; 5. A administração de surfactante exógeno só deve ser considerada após 2 horas de vida, se houver falha do suporte respiratório. Assinale a alternativa correta.

A
Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras
B
Somente as afirmativas 2, 3 e 5 são verdadeiras
C
Somente as afirmativas 1 e 4 são verdadeiras
D
Somente as afirmativas 1 e 5 são verdadeiras
E
Somente as afirmativas 2 e 5 são verdadeiras
Em crianças com febre reumática, qual o critério de Jones (maior) mais prevalente?
Criança com tumor de Wilms, em bom estado geral e com hemograma normal, apresenta febre de 38ºC sem foco de infecção detectável ao exame clínico. Não tem cateter central implantado. Qual a conduta mais adequada?
Durante o esvaziamento vesical, ocorre:
Recém-nascido a termo com peso de 4 kg, parto normal apresentou, ao nascimento, cianose central e FC =80 bpm. Iniciadas manobras de reanimação com VPP com 100% de oxigênio, houve melhora da frequência cardíaca (120 bpm) após 60 segundos. Porém, mantinha-se cianótico e com respiração irregular todas as vezes que o oxigênio era retirado, mantendo FC > 100 bpm. Após 5 minutos de tentativa de retirada do oxigênio, assinale a alternativa que indica a conduta correta.
Compartilhar