Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante comprovadamente com 31 semanas deu entrada na maternidade do HUGG apresentando quadro de rotura prematura das membranas, sem apresentar qualquer outra anormalidade, não apresenta metrossístole e o concepto encontra-se hígido após avaliação clínica e ultrassonografia. Diante desse quadro escolha a conduta que considere adequada.

A
Após avaliação do colo uterino, estando o colo imaturo, indicar a cesariana.
B
Adotar conduta conservadora com antibióticos, tocólise a fim de prolongar a gestação o máximo possível.
C
Acelerar a maturidade pulmonar fetal com corticoides, monitorar infecção, antibiótico profilático e se necessário tocólise por 48 horas, interromper a gestação por parto ou cesariana na dependência das condições obstétricas.
D
Não usar corticoides devido ao grande risco de infecção ligado a rotura das membranas.
E
Após avaliação do colo uterino, estando o colo maduro, iniciar a indução do trabalho de parto com ocitocina.
Criança de 6 meses deu entrada no pronto-socorro com história de 3 dias de diarreia, que se intensificou nas últimas 12 horas. Examinada, mostrava-se desidratada, prostrada, reagindo pouco aos estímulos, com choro débil. Foi iniciada a reidratação, porém a criança faleceu 45 minutos após a internação. O exame físico revelou, além dos sinais de intensa desidratação, evidências de desnutrição. Na Declaração de Óbito deve-se colocar como causa básica a:
Nas fraturas supra condilianas do úmero, pode ocorrer como complicação, uma lesão nervosa. Qual o nervo que é o mais comumente acometido nesse tipo de complicação?
Na hérnia inguinal da criança, é correto afirmar que:
Paciente dá entrada no PS em PCR. No atendimento, segundo as diretrizes atuais, preconiza-se uma proporção entre massagem cardíaca e ventilação durante o atendimento de uma PCR num indivíduo adulto de:
Compartilhar