Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante de 26 anos, tabagista, primigesta, com idade gestacional de 35 semanas e 5 dias, baseada no dia da última menstruação e ultrassonografia do 1º trimestre, procurou pronto-atendimento por diminuição da movimentação fetal nos últimos dias. A altura uterina era de 29 centímetros, a frequência cardíaca fetal de 144, a pressão arterial aferida de 100x70 mmHg, e ao toque vaginal o colo uterino estava impérvio. A ultrassonografia revelou oligoidrâmnio, de acordo com ILA (índice do líquido amniótico). O valor do ILA compatível com oligoidrâmnio seria:

A
10 a 16.
B
6 a 9.
C
0 a 5.
D
5,1 a 8.
E
8,1 a 18.
Quanto ao diagnóstico das doenças do colágeno, é CORRETO afirmar:
Josias, 10 anos, chegou à emergência do IJF com quadro de edema, hipertensão arterial e hematúria. O pediatra de plantão desconfiou de uma glomerulonefrite difusa aguda pós-estreptocócica. Além do sumário de urina, que outro exame seria bastante elucidativo para esse diagnóstico?
Em relação à insuficiência renal aguda, julgue os itens a seguir e marque a opção que contém corretamente a sequência de verdadeiro (V) e falso (F). 1- oligúria não é obrigatória na IRA pré-renal; 2- na IRA hepatorrenal, proteinúria < 600 mg/dia é um critério diagnóstico obrigatório; 3- em pacientes oligúricos com excreção fracional de ureia elevada, a ressuscitação volêmica usualmente tem a capacidade de melhorar a função renal; 4- na NTA (necrose tubular aguda), o sódio urinário costuma ser < 20 meq/l; 5- na mioglobinúria e na hemoglubinúria, o uso de bicarbonato e manitol apresenta efeito benéfico na prevenção de lesão renal aguda; 6- na IRA consequente à leptospirose, a NTA e a glomerulonefrite são os dois principais mecanismos responsáveis.
Marque a resposta correta:
Compartilhar