Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante de 30 anos, GII PI AI, Rh negativo, durante o pré-natal apresentou um teste de Coombs indireto com titulação de 1/16. A conduta, nesse caso, deverá ser:

A
realizar teste de Coombs indireto mensalmente e, permanecendo o título de 1/16, continuar controle pré-natal de rotina.
B
prescrever imunoglobulina anti-D na dosagem de 300 microgramas imediatamente e repetir na 28ª semana de gestação.
C
realizar amniocentese em torno de 20 semanas para estudo espectrofotométrico e acompanhamento de acordo com a tabela de Liley modificada por Robertson.
D
manter controle ultrassonográfico mensal e interrupção da gestação em torno da 37ª semana.
E
realizar amniocentese de 4 em 4 semana após 20 semanas para estudo espectofotométrico.
Sobre as patologias das vias biliares podemos afirmar, EXCETO:
São considerados fatores preditores de fibrose em pacientes portadores de esteatose hepática vista ao ultrassom e podem auxiliar na indicação de biópsia hepática:
Entre as infecções crônicas abaixo, a que mais frequentemente está associada à crioglobulinemia é:
Paciente do sexo feminino, 45 anos, 60Kg, submetida a colecistectomia e anastomose biliodigestiva, sob anestesia geral para tratamento de colecistolitíase e grande dilatação coledociana. No pós-operatório imediato, a paciente permaneceu em jejum, recebeu cerca de 2.100mL de soros e apresentou diurese de 1.000mL. Não ocorreram, nesse período, perdas hídricas adicionais. Em relação à hidratação venosa pós-operatória no 1º dia pós-operatório (DPO) podemos afirmar, EXCETO:
Compartilhar