Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Pediatria

Endocrinologia

Obstetrícia

Reumatologia

Gestante de 30 anos procura o pré-natal de alto risco devido a abortos de repetição. Idade gestacional de cinco semanas. Gesta=VI; Para=I; Aborto=IV. Refere que o seu único parto foi prematuro devido à pré-eclampsia e que, durante aquela gestação, apresentou oligodramnia. Seus abortos foram todos espontâneos em torno da 8ª semana de gestação. Possui passado de trombose venosa profunda. Com base na história obstétrica e patológica pregressa podemos afirmar que:

A
A paciente apresenta insuficiência istmo-cervical.
B
A paciente deve ser investigada para síndrome de anticorpos antifosfolipídeos.
C
A paciente pode ser acompanhada no pré-natal de baixo risco.
D
A paciente tem risco diminuído nesta gestação para desenvolver doença hipertensiva específica da gestação.
E
O uso de aspirina e heparina associados neste quadro traz mais malefícios que benefícios ao feto.
Recém-nascido de 39 semanas de gestação, pesando 4000 g, apresentava limitação do movimento do membro superior direito, braço em adução, rotação interna, extensão do cotovelo, pronação do antebraço e presença do reflexo de preensão. Qual é o diagnóstico mais provável?
Paciente de seis meses de idade, apresentando tumoração redutível em cicatriz umbilical, sendo diagnosticada hérnia umbilical. Qual a melhor conduta?
Em cirurgia bariátrica é incorreto afirmar que:
No que diz respeito às hérnias inguinais, pode-se afirmar:
Compartilhar