Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Pediatria

Endocrinologia

Obstetrícia

Reumatologia

Gestante de 30 anos procura o pré-natal de alto risco devido a abortos de repetição. Idade gestacional de cinco semanas. Gesta=VI; Para=I; Aborto=IV. Refere que o seu único parto foi prematuro devido à pré-eclampsia e que, durante aquela gestação, apresentou oligodramnia. Seus abortos foram todos espontâneos em torno da 8ª semana de gestação. Possui passado de trombose venosa profunda. Com base na história obstétrica e patológica pregressa podemos afirmar que:

A
A paciente apresenta insuficiência istmo-cervical.
B
A paciente deve ser investigada para síndrome de anticorpos antifosfolipídeos.
C
A paciente pode ser acompanhada no pré-natal de baixo risco.
D
A paciente tem risco diminuído nesta gestação para desenvolver doença hipertensiva específica da gestação.
E
O uso de aspirina e heparina associados neste quadro traz mais malefícios que benefícios ao feto.
No atendimento de um paciente que apresenta parada cardiorrespiratória testemunhada no serviço de emergência, com ECG mostrando fibrilação ventricular, qual a conduta mais apropriada?
Assinale a alternativa INCORRETA:
Recém-nascido a termo, sexo feminino, grande para a idade gestacional, nascido por parto com auxílio de fórceps. Parto foi prolongado e difícil. Agora está com 24 horas de vida e está ativo e alerta. Não move seu braço esquerdo espontaneamente ou durante o reflexo de Moro, prefere mantê-lo rodado internamente e aduzido, o antebraço está extendido, pronado e o punho está fletido. O restante do exame físico é normal. Qual das seguintes alternativas indica este cenário?
Paciente de 32 anos apresenta menstruações irregulares e infertilidade. A biópsia do endométrio mostra hiperplasia complexa com atipia citológica mínima. O tratamento mais adequado para esta paciente é:
Compartilhar