Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante de 35 semanas de idade gestacional, hipertensa, em uso de metildopa 250 mg de 8 em 8 horas e propanolol 40 mg ao dia. Realiza ultrassonografia, que apresenta os seguintes resultados: feto único, em situação longitudinal, apresentação cefálica. Batimentos cardiofetais com frequência de 150 bpm. Líquido amniótico: ILA = 10 cm. Placenta tópica, grau II (granum). Dopplerfluxometria apresentando diástole zero da artéria umbilical, idade gestacional ultrassonográfica de 35 semanas. Qual é a melhor conduta?

A
Deixar a gestação evoluir normalmente.
B
Interrupção da gestação.
C
Aumentar a dose da terapia hipotensora.
D
Corticoterapia.
Paciente com quadro de choque séptico, refratário a líquidos e resistente a dopamina, apresenta-se com pulsos amplos, taquicardia, extremidades quentes e hiperemiadas, deve ser tratado preferencialmente com:
Em relação à dor no período pós-operatório, qual a alternativa CORRETA?
Qual a neoplasia testicular MAIS FREQUENTE em paciente com criptorquidia?
O conhecimento dos fatores de risco de uma determinada população permite ações que reduzam a morbidade e a mortalidade do grupo de risco. Alguns recém-nascidos pertencem ao grupo de risco. São considerados prematuros de muito baixo peso, recém-nascidos com alta morbidade e mortalidade neonatal. Possuem um profundo impacto na mortalidade infantil. Neste grupo, como se caracterizariam os recém-nascidos de extremo baixo peso e pequenos para a idade gestacional?
Compartilhar