Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante de 6 semanas realizou exames de rotina pré-natal, sendo detectado na sorologia para toxoplasmose quadro laboratorial compatível com infecção aguda. A melhor conduta será:

A
como o risco de transmissão fetal é pequeno no 1º trimestre e o potencial de risco dos medicamentos é alto, o tratamento deverá ser iniciado no 2º trimestre.
B
início imediato da espiramicina e manutenção durante toda a gestação.
C
início imediato da espiramicina; realizar amniocentese em torno de 20 semans e na presença de infecção fetal mudar o tratamento para sulfadiazina + pirimetamina + ácido folínico, intercalando a cada 3 - 4 semanas com espiramicina durante todo o restante da gestação.
D
iniciar o tratamento com pirimetamina + sulfadiazina + ácido folínico, devido à eficácia superior à espiramicina, e mantê-lo durante toda a gravidez.
E
paciente deverá fazer uso somente de sintomático.
Adolescente, sexo feminino, com 15 anos de idade, refere perda de 15 kg nos últimos seis meses e amenorreia. Apresenta vômitos, diarreia, dor abdominal e mal estar neste período. O exame físico revela caquexia e frequência cardíaca de 40 batimentos por minuto. Apresenta potássio sérico de 3mEq/L ( 3,5 - 5,1 mEq/L), hematócrito de 30% ( 36% - 43% ) e velocidade de hemossedimentação de 3mm/hora ( até 10mm/hora). O diagnóstico mais provável para essa paciente é:
Menino, com 6 meses de idade, apresenta febre alta (39°C) há 7 dias associada à erupção cutânea em tronco, eritema e fissuras labiais. Que outras alterações fazem parte dos critérios diagnósticos de doença de Kawasaki?
Menina, com 3 anos de idade, apresenta artrite em joelho direito há 5 meses e em tornozelo esquerdo há 3 meses. Os exames laboratoriais mostram alteração das provas de atividade inflamatória (velocidade de hemossedimentação, proteína C-reativa) e fator antinúcleo positivo. Qual o comprometimento oftalmológico esperado?
Menino, com 8 meses de idade , branco. A mãe procurou o serviço de emergência referindo que a criança estava apresentando o joelho inchado. Refere que a criança tem boa saúde e não esta fazendo uso de nenhuma medicação. Antecedentes familiares: tio-avô materno faleceu devido a sangramento após um procedimento cirúrgico. Considerando a hipótese diagnóstica mais provável, qual a herança genética envolvida?
Compartilhar