Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Gestante de 6 semanas realizou exames de rotina pré-natal, sendo detectado na sorologia para toxoplasmose quadro laboratorial compatível com infecção aguda. A melhor conduta será:

A
como o risco de transmissão fetal é pequeno no 1º trimestre e o potencial de risco dos medicamentos é alto, o tratamento deverá ser iniciado no 2º trimestre.
B
início imediato da espiramicina e manutenção durante toda a gestação.
C
início imediato da espiramicina; realizar amniocentese em torno de 20 semans e na presença de infecção fetal mudar o tratamento para sulfadiazina + pirimetamina + ácido folínico, intercalando a cada 3 - 4 semanas com espiramicina durante todo o restante da gestação.
D
iniciar o tratamento com pirimetamina + sulfadiazina + ácido folínico, devido à eficácia superior à espiramicina, e mantê-lo durante toda a gravidez.
E
paciente deverá fazer uso somente de sintomático.
O volume médio diário relacionado com as perdas insensíveis (pulmões e pele) a ser reposto no pós-operatório imediato de paciente com 70 kg submetido a vagotomia troncular com piloroplastia eletiva é de:
A técnica de Lichtenstein para correção de hérnias inguinais consiste em colocar uma prótese de polipropileno entre?
NÃO é condição determinante de osteoporose secundária em mulheres climatéricas:
O "teste do coraçãozinho" é um exame simples, indolor, rápido e que deve fazer parte da triagem de rotina de todos os recém-nascidos, pois é importante para o diagnóstico precoce de uma cardiopatia congênita crítica. O teste consiste na realização de oximetria de pulso
Compartilhar