Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Pediatria Geral

Há 2 meses, um casal perdeu um filho de 1 ano e meio vítima de meningite meningocóccica fulminante.Outro filho, de 4 anos, desenvolveu meningite 5 dias depois. Está vivo, mas apresenta sequelas. O médico está sendo processado por negligência, pois os pais não receberam orientações acerca da profilaxia de contactantes, que deveria ter sido recomendada por 2 dias, com:

A
cefalosporina de terceira geração, para os contactantes domiciliares com menos de 12 anos.
B
rifampicina, para todos os contactantes domiciliares.
C
amoxacilina, para contactantes domiciliares com menos de 12 anos.
D
rifampicina, para contactantes domiciliares com menos de 12 anos.
E
amoxacilina, para todos os contactantes.
Nos pacientes com câncer de tireoide tratados com tireoidectomia “quase total”, qual o principal indicador de recidiva do tumor?
Em relação ao cuidado com os pés do paciente diabético, está indicado:
Paciente de 23 anos de idade, sem outras comorbidades aparentes, desenvolve quadro compatível com pneumonia. Qual o antimicrobiano de escolha para o tratamento?
Paciente masculino, 18 anos, com história de 2 dias de febre alta, cefaleia intensa, associada a sinais de irritação meníngea e liquor com 900 células, 90% de polimorfonucleares, 120 mg% de proteínas e 32 mg% de glicose. Qual o agente etiológico mais provavelmente responsável por esse quadro?
Compartilhar