Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Heloísa, 24 anos, gesta III, para 0, aborto II (duas perdas fetais no 2º trimestre), atualmente na 34ª semana de gestação, procura a emergência com cólica, dores em membros inferiores e perda líquida há duas horas, sem sangramento. No exame obstétrico inicial, observa-se líquido amniótico claro e sem grumos saindo pela vagina. Nos membros inferiores nota-se trombose venosa profunda (TVP). Em relação à laqueadura tubária e aconselhamento de esterilização voluntária, pode-se dizer que:

A
só pode ser autorizada em casos de risco de vida materno ou para o futuro concepto
B
é permitida em mulheres acima de 25 anos ou nas que tenham mais de dois filhos
C
deverá ser realizada em até 30 dias contados a partir da consulta, após a manifestação da vontade da laqueadura
D
deve ser realizada preferencialmente no momento do parto ou de abortamento
Sobre o choque medular (CM) que acontece após traumatismo raquimedular (TRM), assinale a alternativa CORRETA:
O acretismo placentário é mais frequente em:
Mariana tem 8 meses de idade e está com diarreia aguda, sem sangue ou muco, há 2 dias. Apresenta sinais moderados de desidratação, e por esse motivo foi iniciada a Terapia da Reidratação Oral (TRO). Após início da TRO, houve aumento do número e do volume das evacuações, sem agravamento do estado geral. Qual a conduta indicada?
Um homem de 79 anos de idade é internado para tratamento de insuficiência cardíaca congestiva (ICC), com o Ecocardiograma demonstrando uma fração de ejeção ventricular de 30%. O paciente apresenta as seguintes comorbidades: doença de Alzheimer leve, Osteoartrite e doença do Refluxogastroesofagiano. Encontra-se inquieto, tenta levantar da cama e permanece acordado à noite. Faz uso de medicação para a ICC, para dormir, para o refluxo e para a dor da osteoartrite. Qual dos seguintes medicamentos mais provavelmente está causando os sintomas de delirium neste paciente?
Compartilhar