Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Heloísa, 24 anos, gesta III, para 0, aborto II (duas perdas fetais no 2º trimestre), atualmente na 34ª semana de gestação, procura a emergência com cólica, dores em membros inferiores e perda líquida há duas horas, sem sangramento. No exame obstétrico inicial, observa-se líquido amniótico claro e sem grumos saindo pela vagina. Nos membros inferiores nota-se trombose venosa profunda (TVP). A cardiotocografia realizada 1h após a internação evidencia padrão periódico, desaceleração da frequência cardíaca fetal, cujo intervalo de tempo entre o início da contração e o princípio da desaceleração é de 35 segundos com linha de base em 130 bpm. O padrão cardiotocográfico é DIP:

A
II
B
I
C
III favorável
D
III desfavorável
Criança, 3 semanas de vida, nascida a termo, de parto cesárea sem intercorrências, apresenta vômitos não biliosos há cerca de 5 dias, com aumento progressivo em frequência. Ao exame físico, encontra-se desidratada e irritada. No abdome, o peristaltismo é visível no epigastro e palpa-se uma tumoração arredondada no hemiabdome direito, abaixo do fígado. Foi submetida a exames complementares, que evidenciaram hipopotassemia e hipocloridria. Na radiografia contrastada de abdome, evidenciou-se o “sinal do bico do seio”. Em relação a esse caso, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, a principal hipótese diagnóstica.
Paciente G3P2A0 (último parto há 3 anos) apresenta-se no pré-natal com 8 semanas e Coombs indireto (+). Relata ter feito imunoglobulina anti-Rh na gestação anterior. O marido tem tipagem Rh (-) Du (-). Qual a conduta a ser tomada nesta gestação?
Um dos problemas mais sérios encontrados em até 35% dos indivíduos em espinha bífida e outros distúrbios urológicos que necessitam de cateterismo vesical intermitente e de procedimentos de reconstrução do trato urinário é a alergia ao:
Homem de 35 anos de idade trabalha sem registro em carteira em uma fábrica de confecção. Há um mês apresenta tosse, febre e emagrecimento. Procurou o pronto-socorro da região onde foi diagnosticada tuberculose pulmonar com baciloscopia positiva. A conduta do médico do pronto-socorro deve ser:
Compartilhar