Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Homem, 28 anos de idade, referiu presença há seis meses, de dor lombar que melhora com o movimento e piora com o repouso. É frequente acordar à noite devido à dor lombar. Ao exame físico, apresenta sinal de Patrick positivo à direita. O diagnóstico sindrômico e o melhor exame a ser solicitado para evidenciar o diagnóstico são:

A
lombalgia inflamatória e ressonância nuclear magnética da coluna lombar;
B
lombalgia mecânica e ressonância nuclear magnética da coluna lombar;
C
lombalgia inflamatória e radiografia da sacroilíaca;
D
lombalgia mecânica e radiografia sacroilíaca.
Idealmente, o diagnóstico de cardiopatia congênita deve ser feito antes que o recém-nascido apresente quadro clínico grave, preferencialmente, antes da alta da maternidade. Um sinal clínico importante para detecção de cardiopatia congênita grave, principalmente daquelas que são canal dependente, é:
As seguintes manifestações clínicas e laboratoriais constituem critérios diagnósticos de Lúpus Eritematoso Sistêmico, EXCETO:
Um recém nascido que no final do primeiro mês de vida apresenta quadro clínico de insuficiência cardíaca, manifestada por taquipneia, cansaço e interrupções às mamadas, sudorese e taquicardia. Qual seria a cardiopatia congênita mais provável?
Em paciente com estenose da arteria carótida ao nivel do bulbo carótideo, o melhor exame não invasivo para avaliar sua extensão e:
Compartilhar