Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Homem, 37 anos de idade, com diagnóstico prévio de urolitíase, com dor lombar à direita há 20 dias, fazendo uso de diclofenaco, evoluiu há 48 horas com piora da dor abdominal, com náuseas, vômitos e redução do volume urinário. Exames de laboratório mostram ureia: 120 mg/dl, creatinina: 3,0 mg/dl, hemogasimetria arterial: pH: 7,33; HCO3: 11 mEq/l; PCO2: 26 mmHg, PaO2: 87 mmHg. BE: -4; Cl: 106 mEq/l, Na: 140 mEq/l, SaO2: 94%. K: 6,0 mEq/l; glicemia: 104 mg/dl. Cálcio: 8,5 mg/dl. Sódio urinário em amostra isolada: 19 mEq/l. A ultrassonografia de abdome mostra dilatação pielocalicial à direita, sem outras alterações. No tratamento desse paciente, a medida mais importante é:

A
desobstrução urinária com duplo J .
B
hidratação com solução de NaCl a 0,9% .
C
hidratação com solução de NaCl a 0,045% .
D
uso de bifosfonado por via venosa .
E
uso de corticosteroide .
Em relação à colite fulminante (CF) e ao megacólon tóxico (MT), complicações graves da doença intestinal inflamatória, assinale a alternativa INCORRETA:
São critérios diagnósticos de Lupus eritematoso sistêmico quanto à doença renal:
Assinale a alternativa incorreta em relação às hérnias inguinais.
Paciente de 20 anos, do sexo feminino, com queixa de abaulamento cervical há 6 meses, de crescimento progressivo, indolor. Ao exame, apresenta nódulo de 3 cm cervical à direita, em nível II, fibroelástico, aparentemente cístico, móvel, sem sinais flogísticos. Restante do exame físico sem alterações. O exame indicado para realização do diagnóstico neste caso é
Compartilhar