Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Gastroenterologia

Mulher, 25 anos de idade, foi atendida na unidade básica de saúde com queixa de pirose e regurgitação há 6 meses. Negava disfagia, náuseas, vômitos, sangramento digestivo e perda ponderal. Ao exame físico: bom estado geral, corada, hidratada, índice de massa corporal: 31 kg/m2, PA: 130/80 mmHg, frequência cardíaca: 84 bpm, abdome plano, flácido, indolor, sem sinais de defesa, sem visceromegalias ou massas palpáveis, ruídos hidroaéreos normais. A melhor conduta na abordagem inicial deste caso é:

A
prescrição de inibidores de bomba de prótons.
B
prescrição de bloqueadores H2.
C
realização de endoscopia digestiva alta.
D
prescrição de procinético.
Recém-nascido, peso de 4.020 g, nascido de parto vaginal, com extração difícil na hora do parto, apresenta membro superior direito em adução e rotação interna do braço e pronação do antebraço. O reflexo de Moro é ausente deste lado e a preensão palmar é preservada. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Em relação à analgesia pós-operatória podemos afirmar, EXCETO:
Na fisiopatologia da artrite séptica, quais articulações apresentam metáfise intracapsular que permite a penetração da bactéria na articulação?
Um homem de 46 anos de idade comparece à Unidade Básica de Saúde (UBS) queixando-se de episódio de vômito em grande quantidade, com sangue vivo, há um dia, após libação alcoólica. Nega episódio similar anterior , mas já foi internado para "tratar doença no fígado" (sic). Hoje apresentou fezes diarreicas em grande volume, fétidas e enegrecidas. Sente-se fraco e a "vista escurece" sempre que se levanta. Ainda não urinou hoje. Ao exame físico: regular estado geral, emagrecido, palidez cutâneo-mucosa (++/4+), desidratado (+++/4+), anictérico, descamação superficial da pele em extremidades, P A = 90 x 60 mmHg, pulso = 110 bpm, abdome globoso, presença de ascite, aranhas vasculares e circulação colateral periumbilical. O paciente foi transferido para uma Unidade de Emergência, onde se firmou o seu diagnóstico e foram tomadas as medidas emergenciais adequadas ao caso. Qual o diagnóstico mais provável e que medidas emergenciais devem ter sido adotadas?
Compartilhar