Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Endocrinologia

Homem, 43 anos, obeso, relata mal-estar, taquicardia, sudorese, confusão mental e cefaleia sempre que fica em jejum por algum tempo, com melhora dos sintomas assim que se alimentava. Até um último episódio em que não conseguiu tempo suficiente para tal e acordou na emergência do hospital onde você está de plantão. Estes sintomas são sugestivos de:

A
Diabetes Mellitus
B
Insulinoma
C
Síndrome de Zollinger-Ellison
D
Gastrinoma
E
Carcinoide
Homem, 56a, refere queixa de secreção nasal purulenta continua há 6 meses, com dor recente entre os olhos com reflexo para a região occipital há 1 mês. Realizou tratamento com vários antibióticos para sinusite durante o último ano. Antecedente pessoal: nega uso de outros medicamentos, tabagismo e etilismo; trabalha em fábrica familiar de móveis há 30 anos. Tomografia de seios da face: (Conforme imagem do caderno de questões). É PROVÁVEL QUE O PACIENTE:
O escopo da abordagem comunitária do médico de família foge do completo isolamento do consultório médico, envolvendo, também, ações de modificação do ambiente da comunidade, visando à promoção da qualidade de vida e à prevenção de doenças da população. Considerando esse contexto, Rafael, residente do 2º ano de medicina de família e comunidade, procurou auxílio da prefeitura para implantar um programa de incentivo à atividade física, na área geográfica de sua atuação, o qual incluía a revitalização da praça próxima ao posto, a implantação de academia ao ar livre e a pista de caminhada. Três vezes por semana, Rafael investia a 1ª hora de sua manhã organizando um grupo de caminhada e orientando a população na prática de exercícios físicos. Considerando a situação hipotética apresentada e os conhecimentos médicos correlatos, julgue o item a seguir. Os exercícios resistidos são contraindicados para crianças, logo, na academia ao ar livre, devem-se afixar placas solicitando que elas não utilizem os aparelhos.
Mulher de 56 anos, no 4º PO de herniorrafia incisional mediana infraumbilical (pós-operatório tardio de histerectomia), assintomática, apresentou níveis laboratoriais de sódio sérico de 120 mEq/l e potássio sérico de 3,8 mEq/l. A conduta deve ser:
Mulher, 34 anos, em uso de ACO, apresenta dor em HD há cerca de 3 meses. Ecografia e TC de abdome demonstram lesão de 9 cm de diâmetro, subcapsular, no segmento 6, compatível com adenoma hepático. Em relação a este caso, são apresentadas as seguintes assertivas. I. As enzimas hepáticas devem estar elevadas nesta situação clínica. II. Existe possibilidade de transformação maligna e de sangramento espontâneo desta lesão. III. Em caso de ressecção completa da lesão, o uso de ACO pode ser retomado 90 dias após a cirurgia. Qual é a alternativa correta?
Compartilhar