Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Reumatologia

Homem, 45 anos de idade, há 2 meses, apresenta dor, edema, calor e rigidez pós-repouso maior que uma hora em punhos, metacarpofalangianas bilateralmente, interfalangianas proximais bilateralmente e tornozelos. É tabagista e não etilista. Nega outras doenças. Nega sintomas em outros aparelhos. Sem outros achados ao exame físico. Traz os seguintes exames: hemograma normal, VHS = 52 mm/1ª hora; proteína C-reativa = 4,3 mg/dl e radiografia simples das mãos e punhos mostrando osteopenia periarticular em punhos e metacarpofalangianas. A melhor conduta para esse paciente é:

A
Solicitar o exame fator reumatoide e iniciar corticosteroide.
B
Iniciar corticosteroide, metotrexato, ácido fólico e suspender o tabagismo.
C
Iniciar metotrexato, bloqueador do fator de necrose tumoral e suspender o tabagismo.
D
Solicitar ressonância nuclear magnética de mãos e iniciar corticosteroide.
Na avaliação pré-operatória de uma colecistectomia videolaparoscópica eletiva de um homem com 45 anos de idade, em que a anamnese e o exame físico não sugerem doença cardíaca isquêmica, insuficiência cardíaca, diabetes mellitus, aterosclerose generalizada ou doença renal crônica, sendo este homem capaz de subir dois andares sem sintomas, a conduta recomendada é:
Na faixa etária pediátrica, qual das seguintes doenças tem diagnóstico clínico e indicação de tratamento cirúrgico mais evidentes, sem necessidade de exames complementares pré-operatórios na maioria dos casos?
Uma gestante com 38 5/7 semanas de gestação é submetida a cesárea de urgência após descolamento de placenta. Presença de hemoâmnio. Recém-nascido com Apgar de 3, 5, 8, no primeiro, quinto e décimo minutos de vida. Peso de 3.100 g. Intubado em sala de parto. Evoluiu com insuficiência respiratória e necessidade de parâmetros elevados de ventilação mecânica. Após análise do raio X de tórax e do ecocardiograma, o médico prescreve óxido nítrico. A hipótese diagnóstica que justifica a conduta é:
Assinale a alternativa que contém as afirmativas corretas, quanto aos critérios diagnósticos da Síndrome Hepatorrenal: I. Presença de Doença hepática aguda ou crônica, com insuficiência hepática avançada e hipertensão portal. II. Concentração de creatinina plasmática superior a 1,5mg/dl que se eleva rapidamente em dias ou semanas, III. Ausência de qualquer outra causa de doença renal, IV. Ausência de melhora da função renal, após expansão de volume com albumina na dose de 1g/kg de peso por dia até 100 g/dia, pelo menos por 48 horas depois da retirada dos diuréticos.
Compartilhar