Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Infectologia

Cirurgia do Trauma

Homem, 50 anos, sem comorbidades, com história de febre há dois dias, calafrios, dor torácica, ventilatório dependente à direita, tontura, dispneia e fraqueza intensa. Sinais vitais: T = 39 ºC; FC = 132 bpm; FR = 30 inc/min; PA = 70/30 mmHg; Saturação de oxigênio: 78%, por oximetria de pulso, sem suplementação de oxigênio. Gasometria arterial em ar ambiente: pH = 7,20; pCO2 = 29, pO2 = 64, HCO3 = 15 RX tórax mostrou opacificação em região de lobo inferior direito. Assinale a alternativa correta para a conduta sequencial a ser adotada para o caso.

A
Suplementação de oxigênio, mantendo saturação de oxigênio acima de 90%; fornecimento de suporte ventilatório adequado, após avaliação do padrão respiratório e ressuscitação com fluidos endovenosos e antibioticoterapia.
B
Ressuscitação com fluidos endovenosos; infusão de bicarbonato de sódio; suplementação de oxigênio, mantendo saturação de oxigênio acima de 80%; fornecimento de suporte ventilatório adequado, após avaliação do padrão respiratório e antibioticoterapia.
C
Ressuscitação com fluidos endovenosos; infusão de Dobutamina; fornecimento de oxigênio para manter uma saturação de oxigênio acima de 90%, antibioticoterapia e fornecimento de suporte ventilatório adequado.
D
Suplementação de oxigênio, mantendo saturação de oxigênio acima de 90%; fornecimento de suporte ventilatório adequado, após avaliação do padrão respiratório e ressuscitação com fluidos endovenosos; infusão de bicarbonato de sódio e antibioticoterapia.
E
Antibioticoterapia; ressuscitação com fluidos endovenosos; suplementação de oxigênio, mantendo saturação de oxigênio acima de 90%; fornecimento de suporte ventilatório adequado, após avaliação do padrão respiratório.
Um paciente de vinte anos de idade, compareceu a uma unidade básica de saúde informando apresentar, havia três meses, tosse e chiados no peito os quais vêm se agravando progressivamente. Esse quadro tem se manifestado em associação com rinorreia e prurido nasal. O exame físico mostrou edema de cornetos nasais e sibilos expiratórios em ambas as regiões infraescapulares. Com base nesse caso clínico, julgue o item a seguir. Os sintomas apresentados pelo referido paciente e o exame do nariz dão margem ao diagnóstico de rinite alérgica.
Mãe de lactente de seis meses, que estava em aleitamento materno exclusivo, referiu que o filho chorava sem parar, não queria mamar e vinha apresentando vômitos há 24 horas. Contou ainda, que o abdome do bebê está "inchado" e notou a presença de "catarro" e sangue junto com pequena quantidade de fezes quando foi trocar a fralda. Negou presença de febre. Ao exame físico, os sinais vitais estavam normais. Foram solicitados exames, que apresentaram os seguintes resultados: hemograma - ausência de leucocitose; ultrassonografia abdominal - ausência de coleção ou líquido livre na pelve. O diagnóstico mais provável, o sinal ultrassonográfico característico dessa doença e o tratamento específico para esse caso, respectivamente, são:
Lactente de 4 meses com cardiopatia congênita (Tetralogia de Fallot), internado na UTI pediátrica por ICC, evolui com insuficiência renal aguda, realizado diálise peritoneal, com restabelecimento da função renal. De acordo com critério de Rifle, quais dos critérios abaixo confirmam injúria renal?
Lactente de 2 meses dá entrada na emergência pediátrica com parada cardiorrespiratória. Segundo a mãe, após amamentar ao seio materno, a criança adormeceu como de rotina, de bruços. Com relação à síndrome de morte súbita infantil, qual a provável causa de morte do lactente?
Compartilhar