Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Homem, 60 anos de idade, tabagista e cardiopata, deu entrada na UTI com diagnóstico de pielonefrite e choque séptico, necessitando de noradrenalina em altas doses e ventilação mecânica invasiva. Após 3 dias na UTI, apresentou dificuldade de desmame ventilatório e o RX de tórax mostra infiltrado pulmonar bilateral, PaO2/FIO2 "menor ou igual a" 200, pressão de oclusão da artéria pulmonar < 18 mmHg. O diagnóstico é:

A
Pneumonia bacteriana.
B
Síndrome da angústia respiratória aguda.
C
Edema agudo de pulmão.
D
Doença pulmonar obstrutiva crônica.
Paciente com história de queimadura por água fervendo na região do tórax espera-se acontecer:
Paciente G3P2A0 (último parto há 3 anos) apresenta-se no pré-natal com 8 semanas e Coombs indireto (+). Relata ter feito imunoglobulina anti-Rh na gestação anterior. O marido tem tipagem Rh (-) Du (-). Qual a conduta a ser tomada nesta gestação?
Na doença do Hodgkin situação possível de definir a existência de “estágio inicial desfavorável” seria:
As questões 31 e 32 referem-se ao CASO CLÍNICO descrito abaixo. CASO CLÍNICO: Homem de 62 anos, grande fumante, normotenso e com índice de massa corporal de 32, apresenta os seguintes resultados de exames: Ureia: 80 mg%; Creatinina:3,2 mg%; Hematócrito: 28%; Colesterol total: 320mg%; HDL: 28; LDL: 170; EAS sem proteína, glicose, hemácias ou leucócitos. Que exame complementar, dentre os abaixo, você indicaria para tentar reforçar a hipótese diagnóstica sugerida:
Compartilhar