Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Homem, 61 anos, tabagista, com diagnóstico recente de hipertensão, vem à consulta trazer exames para iniciar tratamento. Sua pressão arterial é de 140/92mmHg, similar às medidas anteriores, e seu peso é de 90kg. Seus exames revelam: Creatinina = 1,1mg/dl; QUE (exame comum de urina): ausência de proteína; Glicose = 92mg/dl; Colesterol HDL: 45mg/dl; Colesterol LDL: 112mg/dl; Eletrocardiograma: ritmo sinusal, presença de sobrecarga de ventrículo esquerdo. O risco cardiovascular calculado pelo escore de Framingham é de 22% em 10 anos. Sobre o manejo desse paciente, a conduta mais apropriada é:

A
orientar mudança de estilo de vida e reavaliar em 6 meses.
B
solicitar proteinúria de 24h, pois o nível sérico de creatinina indica lesão renal, mesmo na ausência de proteína ao QUE.
C
iniciar tratamento medicamentoso combinado com inibidor da enzima conversora de angiotensina e de beta-bloqueador.
D
prescrever diurético tiazídico em baixa dose, estatina e AAS.
E
solicitar teste de tolerância à glicose.
Criança de 8 meses de idade, em uso de leite de vaca há 2 meses, pai fumante e mãe leve crises asmáticas na infância, apresenta febre baixa, coriza hialina, tosse seca e sibilos pulmonares difusos. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Qual das manobras propedêuticas abaixo, quando positiva, melhor representa o acometimento inflamatório das articulações sacroilíacas?
A anatomia segmentar hepática, como originalmente descrita por Claude Couinaud, apresenta a terminologia que deve ser usada para descrever as ressecções hepáticas de acordo com o consenso da conferência internacional de Brisbane, de 2000. De acordo com essa nomenclatura, a trissegmentectomia direita e a trissegmentectomia esquerda consistem na ressecção dos seguintes segmentos, respectivamente:
São afirmativas verdadeiras sobre o câncer de vesícula biliar, EXCETO:
Compartilhar