Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Neurologia

Homem, 80 anos, antecedentes de HAS não controlada há vários anos. Em uma caminhada habitual há dois dias, apresentou sudorese fria, tontura, escurecimento de vista, aperto retroesternal, queda ao chão, com perda total da consciência e incontinência esfincteriana. Trazido ao PS pálido +++/4, cianose de extremidades, consciente, sonolento, sem sinais neurológicos de localização, pulso = FC = 56 bat/min; PA = 100 x 80 mmHg; Ictus de VE impulsivo e sustentado; BRNF SS++/4 em foco Ao. e Ao. acessório, com irradiação para carótida direita, mesossistólico e rude, com frêmito sistólico em foco Ao. Pulmões limpos. Pulsos periféricos finos e simétricos. ECG com sinais de sobrecarga ventricular esquerda evidentes. Baseado nos dados, assinale a alternativa correta.

A
A bradicardia justifica a perda de consciência, pelos sinais de baixo débito.
B
Taquicardia ventricular não sustentada, decorrente de isquemia miocárdica, com angina de esforço foi a causa da síncope.
C
Paciente provavelmente apresenta síndrome de Stocke-Adams, decorrente da estenose da valva aórtica senil.
D
A presença de sopro carotídeo somente do lado direito sugere isquemia cerebral como causa da síncope.
E
Pela perda de controle esfincteriano, o paciente provavelmente apresentou crise convulsiva.
Nilmar, 55 anos, tem dor lombar de média intensidade. Progrediu com limitação dos movimentos de membros inferiores, há 6 meses. Foi tratado inicialmente com fisioterapia, acupuntura e anti-inflamatórios com melhora discreta. Queda de bicicleta há 1 mês e a radiografia mostra fratura, com lesão lítica em úmero esquerdo. Na radiografia da coluna lombar observa-se fratura com achatamento de L2 e L3. Exame físico: palidez cutaneomucosa 2+/4, anictérico, ausência de petéquias e equimoses; RCR 2T; ap. respiratório sem alterações. Sem edemas em membros inferiores. Exames complementares: Hemácias 2.950.000/mm3, hemoglobina 8.1 g/dl, hemátocrito 26% VGM 88 fL, Leucócitos 6400/mm3 com contagem diferencial normal e plaquetas 180.000/mm3. VHS 90 mm na primeira hora. Ureia 125 mg/dl, creatinina 4,8 mg/dL, albumina 2.8 g/dL, globulina 6,0 g/Dl. Proteinúria 2 g em 24 horas. O diagnóstico mais provável é:
A conduta imediata na fratura supracondiliana do úmero em criança, que apresenta primariamente diminuição do fluxo sanguíneo distal, deve ser:
Pré-escolar de cinco anos é levado ao pediatra para atualização do cartão vacinal. A mãe informa que, aos 15 meses, o paciente apresentou quadro de distúrbio de comportamento, por 72 horas, e três crises convulsivas no quinto dia após a aplicação da vacina tríplice bacteriana. Para esse paciente, além da dose de reforço da tríplice viral deve ser aplicada também a vacina:
Com relação à cianose da criança em cardiopatia congênita é, correto afirmar:
Compartilhar