Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Otorrinolaringologia

Homem, com 35 anos de idade, procura atendimento médico por apresentar aumento progressivo da região cervical à direita, há 30 dias. Nega febre, emagrecimento, tosse ou dispneia e dor no local da massa. Ao exame, massa cervical anterior direita, mal delimitada, aderida a planos profundos, consistência endurecida, com cerca de 8 centímetros no seu maior diâmetro. Restante do exame físico normal, exceto pelo aumento da amígdala direita (cerca de 4 vezes maior do que a esquerda). Podemos afirmar que a principal hipótese diagnóstica é de:

A
doença infecciosa, tipo mono-like. Sorologias para mononucleose, toxoplasmose, citomegalovirose serão realizadas.
B
tuberculose ganglionar e o diagnóstico será feito a partir da biópsia do linfonodo.
C
carcinoma de cabeça e pescoço com sítio primário desconhecido e a próxima etapa é realizar a punção aspirativa por agulha fina para detecção de células epiteliais neoplásicas.
D
doença linfoproliferativa e a próxima etapa é biópsia da massa ou da amígdala direita.
E
linfoma de Hodgkin e a próxima etapa é realizar a punção aspirativa por agulha fina para detecção de células de Reed-Sternberg.
Com relação ao Diabetes Mellitus Gestacional (DMG), assinale a INCORRETA:
Sobre doenças inflamatórias intestinais, correlacione: 1) Doença de Crohn; 2) Retocolite ulcerativa; ( ) Lesão histológica típica é o granuloma não-caseoso. ( ) Infiltrado inflamatório intestinal transmural. ( ) Proctocolectomia total é curativa. ( ) Lesões "salteadas", envolvimento assimétrico do intestino e aparência em "pedras de pavimentação". ( ) É a que mais frequentemente se associa à colangite esclerosante. ( ) Anticorpos anca-p presentes em 75% dos paciente com esta doença. A sequência correta é:
Os achados de gasometria de paciente que se encontra na emergência são os seguintes: pH de 7,46, HCO3 de 35mEq/l, PCO2 de 46mmHg e PO2 de 95 mmHg. Estes resultados são compatíveis apenas com:
Paciente, sexo masculino, 76 anos de idade, com relato de dor abdominal difusa, tipo cólica e de forte intensidade, há três dias, associada à parda da eliminação de fezes e flatos, no mesmo período. Não apresentou vômitos e nega cirurgias prévias sobre o abdome. Ao exame físico, mostrava-se diaforético, com pulso de 116 bpm, fino, frequência respiratória de 26 ipm e tensão arterial: 76 x 37 mmHg. Abdome muito distendido, com RHA deprimidos e dor à palpação difusamente. Radiografia de abdome em ortostase mostra interrupção do trânsito intestinal em dois pontos distintos. No setor de emergência, após introdução de acesso venoso central com a ponta na junção átrio-caval direita, a gasometria do sangue obtida por esse cateter demonstrou saturação de oxigênio da hemoglobina de 61%. O passo inicial na ressuscitação hemodinâmica guiada por metas é:
Compartilhar