Questões na prática

Psiquiatria

Homem de 22 anos é trazido à emergência por uma ambulância devido a quadro de dor toráxica e formigamento nas mãos. Acredita ter sofrido ataque cardíaco e está muito assustado com a possibilidade de morrer subitamente. Relata episódios semelhantes toda vez que se encontra em locais com muitas pessoas. Nega antecedentes de qualquer doença. Ao exame, apresenta sudorese, taquipneia e pressão arterial, ligeiramente, acima de 140/90 mmHg. O eletrocardiograma mostra taquicardia sinusal. A temperatura, a glicemia e a dosagem de enzimas cardíacas estão normais. Qual a causa mais provável deste quadro?

A
Transtorno conversivo.
B
Transtorno do pânico.
C
Arritmia cardíaca.
D
Cardiopatia isquêmica.
E
Somatização.
Pré-escolar de três anos é levado ao ambulatório com queixa de dor e edema no joelho direito há dois meses, e no tornozelo esquerdo há três semanas. Nega febre ou outras alterações. O exame complementar indicado nesse caso é:
Na Classificação de Salter-Harris para as lesões que envolvem a fise, a combinação entre lesão fisária e fratura intra-articular, corresponde ao tipo:
Um paciente politraumatizado é admitido com fraturas de fêmur direito e exposta de tíbia esquerda, no setor de urgência, a prioridade inicial neste caso é:
Paciente de 18 anos, iniciou atividade sexual há 02 (dois) anos, com acompanhamento médico regular, fazendo uso de anticoncepcional oral desde então. Procurou ambulatório de ginecologia com história de que o parceiro atual apresentava “verrugas genitais“. Ao exame ginecológico não foi observada qualquer lesão em vulva, vagina ou colo uterino, a visão desarmada. Foi realizada coleta de material para colpocitologia oncótica, cujo resultado foi de Lesão intraepitelial de baixo grau/NIC I. A conduta mais adequada para este quadro é:
Compartilhar