Questões na prática

Psiquiatria

Psiquiatria

Homem de 22 anos é trazido à emergência por uma ambulância devido a quadro de dor toráxica e formigamento nas mãos. Acredita ter sofrido ataque cardíaco e está muito assustado com a possibilidade de morrer subitamente. Relata episódios semelhantes toda vez que se encontra em locais com muitas pessoas. Nega antecedentes de qualquer doença. Ao exame, apresenta sudorese, taquipneia e pressão arterial, ligeiramente, acima de 140/90 mmHg. O eletrocardiograma mostra taquicardia sinusal. A temperatura, a glicemia e a dosagem de enzimas cardíacas estão normais. Qual a causa mais provável deste quadro?

A
Transtorno conversivo.
B
Transtorno do pânico.
C
Arritmia cardíaca.
D
Cardiopatia isquêmica.
E
Somatização.
Dentre os tumores das glândulas salivares que acometem a parótida, destaca-se um tipo denominado de “nódulo quente da parótida”, devido a sua reconhecida capacidade de captar intensamente o tecnécio. Identifique-o nas alternativas abaixo:
Cerca de 1 a 2 de cada 1000 recém-nascidos vivos apresentam cardiopatia congênita crítica. Em torno de 30% destes recém-nascidos recebem alta hospitalar sem o diagnóstico, e evoluem para choque, hipóxia ou óbito precoce, antes de receber tratamento adequado. Nesse sentido, a aferição da oximetria de pulso de forma rotineira em recém-nascidos aparentemente saudáveis com idade gestacional > 34 semanas e o teste do coraçãozinho têm mostrado boa sensibilidade e especificidade para detecção precoce dessas cardiopatias. O teste do coraçãozinho
Um adolescente de 13 anos é trazido à unidade básica de saúde com história de inchaço no lado esquerdo da face há 3 dias. A mãe refere ainda febre de até 38,8 °C nos últimos 2 dias, inapetência, cefaleia e "dores no corpo". Ao exame físico, observa-se abaulamento da face à esquerda, anterior à orelha, com limites por vezes imprecisos. O paciente tem dificuldade em abrir a boca. O exame da orofaringe é normal. Assinale, entre as manifestações abaixo, aquela que mais frequentemente se associa à doença deste paciente.
Adolescente de 14 anos, sexo masculino, procura atendimento por apresentar vários episódios de epistaxe nos últimos três meses. Mãe nega história de hematomas ou sangramentos. Exame físico: normal. Durante o exame apresenta epistaxe leve a moderada, sugerindo sangramento anterior no plexo de Kiesselbach. A conduta incial deve ser:
Compartilhar