Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia do Trauma

Homem de 27 anos, vítima de queda de moto e resgatado por Unidade Avançada de Vida, do Corpo de Bombeiros, deu entrada na sala de emergência com via aérea definitiva estabelecida, e com diagnóstico de trauma de crânio grave. É correto afirmar que:

A
na ausência de trauma torácico grave e presença de instabilidade hemodinâmica o doente deve ser encaminhado rapidamente para realizar TC de crânio e posteriormente encaminhado ao centro cirúrgico para realizar laparotomia exploradora.
B
na presença de estabilidade hemodinâmica, o lavado peritoneal diagnóstico é contraindicado, sendo a tomografia computadorizada do abdome o método diagnóstico correto para determinar lesão intracavitária.
C
na presença de instabilidade hemodinâmica e suspeita de trauma abdominal contuso associado, o doente deve ser encaminhado ao centro cirúrgico para realizar laparotomia exploradora, devendo ainda ser acionada a equipe de neurocirurgia para avaliação e possível trepanação exploradora no ambiente cirúrgico.
D
na presença de normalidade hemodinâmica e após realizar diagnóstico de lesão hepática por tomografia computadorizada de abdome, a melhor conduta após avaliação e condução da equipe de neurocirurgia é o tratamento não operatório com internação do doente em UTI.
E
independente do quadro hemodinâmico o doente deve ser encaminhado para realizar tomografia computadorizada de abdome com triplo contraste a fim de determinar o diagnóstico e estabelecer melhor conduta posterior.
A condição da vesícula biliar geralmente assintomática, caracterizada por ter diagnóstico radiológico, com indicação cirúrgica pela possibilidade de degeneração maligna, é:
Criança do sexo masculino está em acompanhamento, há 6 meses, no ambulatório de pediatria com a queixa de baixa estatura. Apresenta: idade cronológica: 9 anos e 2 meses; estatura 124 cm (percentil 5); peso: 22 Kg (percentil 5); idade óssea: 7 anos; velocidade de crescimento: 5,1 cm/ano; estágio puberal de Tanner: P1G1; estatura alvo para a família no percentil 25. Qual o diagnóstico provável?
A febre amarela e a dengue são doenças cujas estruturas epidemiológicas apresentam semelhanças. A respeito desses agravos, julgue o próximo item. Os agentes etiológicos da febre amarela e da dengue são vírus pertencentes ao mesmo gênero Flavivirus, tendo sido já identificados quatro sorotipos para cada uma dessas doenças.
Mulher de 58 anos, diabética e hipertensa há 15 anos, apresenta dispneia e sudorese há 1 hora. Exame físico: PA = 150 x 100 mmHg, FC 110 bpm, FR 30 mpm e saturação periférica de oxigênio 89%. Ausculta torácica: bulhas rítmicas e normofonéticas, sem sopros; crepitações finas nos 2/3 inferiores do tórax. Eletrocardiograma: supradesnivelamento do segmento ST nas derivações V1 a V4. Foram realizados oxigenioterapia e administração de ácido acetilsalicílico. Assinale a alternativa que contém a melhor conduta Inicial:
Compartilhar