Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Infectologia

Nefrologia

Homem de 32 anos chega à emergência do hospital com queixa de tosse produtiva, dispneia e dor torácica à direita, há quatro dias, sem sintomas prévios. Tem diagnóstico de SIDA há quatro meses, quando fez dosagem de CD4 = 178. É tabagista e informa uso irregular de antirretrovirais, assim como de profilaxia para pneumocistose. Ao exame físico apresenta: Tax 38,3°C, FC 125 bpm, FR 36 mrpm, SaO2 89% e PA 80/50 mmHg. Ausculta cardíaca sem sopros. Ausculta pulmonar com estertores crepitantes junto às bases. Exame neurológico normal e palpação do abdome sem hepatoesplenomegalia. Os exames laboratoriais evidenciaram: leucocitose com aumento das formas jovens, anemia, DHL elevado e hiponatremia. O radiograma de tórax revelou infiltrado alvéolo-intersticial difuso, acometendo mais o lóbulo inferior direito, sem alargamento do mediastino e sem derrame pleural. Qual o diagnóstico mais provável?

A
Pneumonia bacteriana.
B
Criptococose pulmonar.
C
Tuberculose pulmonar.
D
Pneumonia por Pneumocystis jirovecii.
E
Histoplasmose.
No tratamento da dor crônica, que grupo de fármacos constitui a primeira escolha para melhorar o padrão do sono?
Mulher, 32 anos, com poliartrite periférica há 2 meses. O exame que NÃO tem relevância na investigação diagnóstica é :
Qual autoanticorpo tem maior frequência nos casos de Lúpus eritematoso sistêmico?
Jovem de 35 anos com quadro de derrame pleural, após toracocentese e análise do líquido pleural com o seguinte padrão: proteínas totais (5,5), DHL (460); Exames laboratoriais de amostra sangue, proteínas totais (4,5), DHL (205). Qual a provável etiologia para o derrame, considerando os critérios de LIGHT?
Compartilhar