Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Homem de 40 anos encontra-se em unidade de terapia intensiva com diagnóstico de pneumonia, choque séptico e íleo metabólico. Está em uso de noradrenalina 0,4 ?g/kg/min e antibioticoterapia e sob suporte ventilatório mecânico com FiO2 de 60%. Nas últimas 24 horas, apresentou 1,5 litro de drenagem de líquido de estase pela sonda nasogástrica. Apresenta abdome distendido com RHA ausente. Gasometria arterial: pH 7,40, bicarbonato 24 mEq/L e pressão parcial de gás carbônico (pCO2) 36 mmHg. Exames laboratoriais: sódio 135 mEq/L e cloro 80 mEq/L. Em relação aos distúrbios metabólicos, podemos afirmar que:

A
A presença de pH, pCO2 e bicarbonato normais descarta alterações ácido-básicas.
B
Apresenta acidose metabólica com anion gap aumentado e alcalose metabólica.
C
Apresenta acidose metabólica hiperclorêmica compensada por alcalose respiratória.
D
Apresenta acidose metabólica com anion gap normal compensada por alcalose metabólica.
E
Apresenta acidose metabólica normoclorêmica compensada por alcalose respiratória.
Menina de 17 anos, procura mastologista por nódulo palpável em mama direita com cerca de 15 mm. Preocupada em virtude da avó ter falecido por câncer de mama aos 67 anos. A rotina propedêutica para essa jovem consiste em:
Paciente, 58 anos de idade, apresenta ao toque retal, próstata aumentada de tamanho (40 g), superfície lisa, parenquimatosa, sulco mediano presente. A dosagem do PSA sérico total revelou níveis de 11,5 mg/ml em duas amostras diferentes. A conduta é:
O tumor de Pancoast é carcinoma broncogênico associado tipicamente ao seguinte achado clínico:
Paciente com insuficiência cardíaca congestiva classe III, por miocardiopatia dilatada, encontra-se com edema generalizado e os seguintes exames séricos: creatinina = 1,1 mg/dl; ureia = 75 mg/dl, sódio = 125 mEq/L; potássio = 4,0 mEq/L. Esse quadro é explicado pela ocorrência de:
Compartilhar