Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Dermatologia

Dermatologia

Homem de 48 anos, natural de Paranaguá, estivador. Há três meses com inapetência, tosse seca, emagrecimento, tosse produtiva mucopurulenta, febre e episódios hemoptóicos. Tabagista e etilista crônico. No exame físico apresenta-se com diminuição de MV e raros estertores expiratórios no 1/3 antero-superior de hemitórax direito. O RX de tórax evidenciou condensação infraclavicular direita, com grande cavitação no seguimento anterior. As hipóteses diagnósticas mais prováveis, por ordem decrescente de probabilidade, são:

A
CA broncogênico, Abscesso pulmonar, Tuberculose
B
Abscesso pulmonar, Tuberculose, Blastomicose
C
Tuberculose, CA broncogênico, Pneumonia por Gram negativo
D
Abscesso pulmonar, CA broncogênico, Pneumonia por Gram negativo
E
Tuberculose, Abscesso, Paracoccidioidomicose
Recém-nascido de parto vaginal, peso de 4020 gramas, com extração difícil na hora do parto, apresenta membro superior direito em adução e rotação interna do braço além de pronação do antebraço. O reflexo de Moro é ausente deste lado e a preensão palmar é preservada. O diagnóstico mais provável é:
Paciente de 75 anos é internado com obstrução intestinal e diagnóstico etiológico de neoplasia maligna de cólon ao nível do ângulo esplênico. Seu estado geral encontra-se bastante comprometido. A cirurgia de urgência a ser realizada é do tipo:
Após 30 segundos de ventilação com balão e máscara e oxigênio a 100% em um RN asfíxico, notou-se que a criança permanecia em apneia, com FC = 120 bpm e rosado. Assinale a alternativa que contém a conduta mais apropriada nesse caso. (MANUAL DE REANIMAÇÃO NEONATAL SBP)
Paciente com 35 anos, sexo masculino, profissão pedreiro, procedente de Curitiba deu entrada no Pronto Socorro, no mês de julho, com quadro de febre (38oC), dores musculares (abdome e panturrilha), icterícia, sangramento nasal, cefaleia que se iniciou há 3 dias. Além disso foi observado um rash cutâneo difuso, urina concentrada frequência respiratória de 28 movimentos respiratórios por minuto e frequência cardíaca de 100 bat/min. Frente a este caso, considerando a epidemiologia, qual o PRINCIPAL diagnóstico?
Compartilhar