Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Pneumologia

Dermatologia

Homem de 48 anos, natural de Paranaguá, estivador. Há três meses com inapetência, tosse seca, emagrecimento, tosse produtiva mucopurulenta, febre e episódios hemoptóicos. Tabagista e etilista crônico. No exame físico apresenta-se com diminuição de MV e raros estertores expiratórios no 1/3 antero-superior de hemitórax direito. O RX de tórax evidenciou condensação infraclavicular direita, com grande cavitação no seguimento anterior. As hipóteses diagnósticas mais prováveis, por ordem decrescente de probabilidade, são:

A
CA broncogênico, Abscesso pulmonar, Tuberculose
B
Abscesso pulmonar, Tuberculose, Blastomicose
C
Tuberculose, CA broncogênico, Pneumonia por Gram negativo
D
Abscesso pulmonar, CA broncogênico, Pneumonia por Gram negativo
E
Tuberculose, Abscesso, Paracoccidioidomicose
Dentre as causas reversíveis de demência é possível citar as relacionadas abaixo, exceto:
Paciente vítima de trauma abdominal há 3 horas, dá entrada no setor de emergência com retenção urinária. O exame clínico não mostra sinais de irritação peritoneal, mas há equimoses em períneo e saída de sangue pelo meato uretral. Há necessidade de drenagem da urina, isto poderá ser realizado por meio de:
Escolar de 7 anos com quadro de tosse, febre ( 39ºc) há 4 dias. Procurou o serviço de emergência e ao Rx tórax foi evidenciado pneumonia com derrame pleural em terço inferior direito. Qual o agente etiológico mais provável?
Um recém-nascido a termo, com peso de nascimento de 2900 g, está em aleitamento materno exclusivo, no alojamento conjunto, aguardando a alta materna. No 3º dia de vida, seu peso é de 2600 g e apresenta icterícia até Zona IV de Kramer. O grupo sanguíneo do recém-nascido é O Rh negativo e a bilirrubina total é 17,0 mg/dl. A conduta mais adequada é:
Compartilhar