Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Homem de 55 anos, tabagista de 40 maços/ano, refere dispneia há 3 dias sem outros sintomas respiratórios. Exame físico: peso 140 kg, afebril, pouco dispneico, FR 26 mpm, PA 150/100 mmHg, FC = P 110 bpm, pico de fluxo 450 L/min, saturação periférica de O2 em ar ambiente 90%. Tórax: murmúrio vesicular diminuído globalmente com sibilos; 2 bulhas rítmicas e normofonéticas com sopro sistólico em foco tricúspide. Abdome globoso, fígado a 2,0 cm do rebordo costal. Edema de membros inferiores, maior à direita. Raio X de tórax normal, ECG ritmo sinusal. Assinale a sequência correta para a abordagem imediata.

A
Cálculo do escore de Wells, heparina não fracionada EV, tomografia helicoidal de tórax com contraste.
B
Cálculo do escore de Wells, diurético, oxigênio, corticoide sistêmico e heparina baixo peso.
C
Oxigênio, diurético, broncodilatador inalatório e corticoide.
D
Oxigênio, corticoide sistêmico, broncodilatador inalatório e heparina não fracionada EV.
E
Cálculo do escore de Wells, dímero-D, tomografia helicoidal de tórax com contraste, ultrassom de membros inferiores e heparina não fracionada EV.
Taquicardia, arritmia, sudorese, pele quente, intolerância ao calor, emagrecimento, exoftalmia, são achados frequentes em:
É característica inequívoca das neoplasias malignas.
A estenose aórtica severa é uma valvopatia de mau prognóstico. Qual o sintoma define uma pior sobrevida?
A síndrome paraneoplásica é uma condição frequente no carcinoma de pulmão. Dentre as situações apresentadas abaixo a que não pode ser associada a ela é:
Compartilhar