Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Homem de 67 anos, hipertenso e diabético chega ao PS com hemiparesia direita há 1 hora. Exame físico: pulso: 84 (irregular), PA:150 x 80 mmHg; glicemia capilar: 116 mg/dL; neurológico: escala de Glasgow: 15, hemiparesia completa direita e heminegligência. O restante do exame é normal. No eletrocardiograma há fiblilação atrial, e a tomografia de crânio e exames de sangue estão dentro da normalidade. Admitindo-se que não há qualquer contraindicação, nas primeiras 24 horas, é correto prescrever:

A
ativador do plasminogênio tecidual recombinante.
B
ativador do plasminogênio tecidual recombinante e AAS.
C
AAS associado a clopidrogrel em baixa dose.
D
anticoagulação plena com heparina fracionada.
E
anticoagulação plena com heparina não fracionada.
Considera-se tratamento INADEQUADO para a sífilis materna e o risco de sífilis congênita:
Numerosos estudos têm demonstrado ativação da cascata da coagulação, associada à resposta inflamatória na sepse grave e no choque séptico. Para reduzir a ativação da cascata da coagulação nesses doentes, o medicamento considerado mais eficiente, capaz de melhorar o prognóstico nessas situações é:
A principal causa de morte nas duas primeiras semanas que se seguem às operações bariátricas é:
A terceira manobra de Leopold avalia:
Compartilhar