Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Nefrologia

Homem de 67 anos, tabagista de longa data, passou a apresentar, há menos de 1 ano, hipertensão arterial sistêmica. Na última consulta, há 5 anos, estava normotenso e os exames mostravam dislipidemia. Há poucos meses, começou a fazer uso de estatinas e adotou um programa de exercícios, que vem cumprindo parcialmente. Na investigação atual, o potássio sérico é de 3,5 mEq/L, o EQU está normal e a ultrassonografia abdominal mostra rim esquerdo com 8 cm (polo a polo) e rim direito com 14 cm. Qual a causa mais provável da hipertensão arterial?

A
Estenose de artéria renal por ateroma.
B
Estenose da artéria renal por displasia fibromuscular.
C
Nefropatia de refluxo unilateral.
D
Glomerulonefrite primária.
E
Refluxo vesicoureteral congênito unilateral.
Mulher, 32 anos de idade, G3P2A1, portadora de dismenorreia e HAS controlada com medicação, procura a unidade básica de saúde para prescrição de método contraceptivo. O exame ginecológico é normal. De acordo com os critérios de elegibilidade da Organização Mundial de Saúde - OMS (2009), assinale a opção que apresenta apenas métodos contraceptivos categoria 1 e/ou 2 para esta paciente:
Em relação ao tratamento das queimaduras, assinale a alternativa INCORRETA.
Um homem, 35 anos de idade, queixa-se de incômodo na região inguinal direita, que se acentua aos esforços físicos. Não tem antecedentes mórbidos significativos. Ao exame clínico, você constata a presença de um abaulamento em região inguinal direita, que se acentua à manobra de Valsalva. Seu diagnóstico clínico é de uma pequena hérnia inguinal. A partir deste momento, você:
Analise as afirmativas a seguir com relação às características do Eletrocardiograma (E.C.G.) na Febre Reumática. I. A alteração mais comum no E.C.G é o aumento do intervalo PR e não tem relação com quadro infeccioso e com o prognóstico. II. Bloqueios atrioventriculares (BAV) de primeiro e de segundo graus são achados comuns na fase aguda. III. Fibrilação atrial ocorre na fase crônica da doença. IV. Na presença de pericardite, há supradesnivelamento do segmento ST. Está correto apenas o que se afirma em
Compartilhar