Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Psiquiatria

Homem de 72 anos de idade acompanhado de sua esposa procura assistência médica com queixa de “perda de memória”. Refere que guarda as chaves do carro e não se recorda depois do local, tem dificuldade de aprender novas tarefas, como usar o celular que ganhou do filho e que, às vezes, durante conversa não consegue lembrar-se do nome de pessoas sobre a quais gostaria de tecer um comentário. A esposa não tem observado dificuldades no dia a dia do paciente e refere que ele continua desempenhando suas tarefas como antes. Quanto ao caso clínico é correto afirmar que: (MEEM = Miniexame do Estado Mental)

A
trata-se de um caso de demência em sua fase precoce.
B
o MEEM é fundamental para o diagnóstico de demência nessa situação.
C
a ausência de perda funcional torna improvável o diagnóstico de demência.
D
é necessária a realização de um exame de imagem para definição diagnóstica.
E
definitivamente não se trata de um caso de demência.
Paciente do sexo feminino, 70 anos de idade, sofreu queda da própria altura, evoluindo com dor no quadril direito e incapacidade para marcha. Ao ser examinada, constatou-se que o membro inferior direito estava encurtado e rodado externamente. A suspeita diagnóstica é:
Paciente com 40 anos de idade, com diagnóstico de hipertensão há três anos, que evoluiu com dificuldade de controle pressórico e hipocalemia persistente sem causa aparente. Na investigação para hiperaldosteronismo primário, os seguintes resultados foram obtidos: aldosterona plasmática em repouso: 36 ng/ml (VR: 1-16): atividade plasmática de renina: 0,08 ng/ml/hora (VR: 0,4- 0,7): aldosterona plasmática ao teste da postura: 36 ng/dl. Na tomografia computadorizada de abdome, nenhuma massa adrenal foi visualizada. Qual seria o diagnóstico mais provável para essa paciente?
Na Neoplasia Endócrina Múltipla tipo 1 (NEM):
A transfusão de concentrado de plaquetas está indicada na seguinte situação:
Compartilhar