Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Homem de 78 anos de idade em consulta de avaliação pré-operatória para estratificação do risco de complicações cardiológicas, referentes a uma cirurgia de retirada de um carcinoma espinocelular de face, com anestesia local. É portador de insuficiência cardíaca compensada e diabetes, também compensado. Ao exame clínico: íctus desviado para esquerda, sem outras alterações. O eletrocardiograma mostra alterações difusas da repolarização ventricular, a radiografia de tórax e os exames laboratoriais estão todos normais. Neste momento a conduta adequada é:

A
pedir teste de esforço para melhor avaliação da isquemia cardíaca antes da cirurgia.
B
nenhuma intervenção ou orientação suplementar específica para a cirurgia.
C
introduzir diltiazem antes do procedimento cirúrgico.
D
solicitar cintilografia de perfusão miocárdica para melhor estratificação do risco cirúrgico do paciente.
E
suspender a cirurgia e encaminhar ao cardiologista para melhor avaliação da insuficiência cardíaca e da possível insuficiência coronariana.
Constituem indicações para uso de fórceps: I- complicações maternas que indiquem abreviar a expulsão. II- dificuldade de usar prensa abdominal. III- exaustão materna. Qual a alternativa correta?
Em relação à síndrome nefrótica, considere as assertivas abaixo quanto a sua veracidade: I- é caracterizada por edema, proteinúria acima de 3,0 g/dia, hipoalbuminemia e hipercolesterolemia. Nos casos severos, há um estado de hipercoagulabilidade que pode levar a trombose venosa profunda. II- o surgimento de edema é insidioso e, na avaliação do sedimento urinário, é comum o aumento do número de células (leucócitos e eritrócitos). III- a causa mais comum na infância é a glomerunefrite por lesões mínimas. Está indicado o tratamento inicial com corticoesteroide, sendo a biópsia renal indicada somente para os que não respondem ao tratamento. Assinale a alternativa correta:
Transtorno do Déficit de Atenção é frequentemente diagnosticado durante a vida escolar. Isto se deve ao fato de:
Paciente masculino de 35 anos admitido no PS, deambulando com dificuldade, confuso, sem familiares para relatar sobre medicações, drogas ilícitas e doenças prévias. Na avaliação inicial apresentou Glasgow 13, LCR normal, RX de tórax e tomografia de abdome sem alterações. Sem lesões em pele e sem sinais de emagrecimento. PA 140/80 mmHg, FC 135 bpm, temp. 40,5ºC, FR 20 ipm. Hemograma e PCR normais. Dentre as possíveis causas desse quadro, NÃO é compatível com a clínica do paciente:
Compartilhar