Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Homem de 78 anos de idade em consulta de avaliação pré-operatória para estratificação do risco de complicações cardiológicas, referentes a uma cirurgia de retirada de um carcinoma espinocelular de face, com anestesia local. É portador de insuficiência cardíaca compensada e diabetes, também compensado. Ao exame clínico: íctus desviado para esquerda, sem outras alterações. O eletrocardiograma mostra alterações difusas da repolarização ventricular, a radiografia de tórax e os exames laboratoriais estão todos normais. Neste momento a conduta adequada é:

A
pedir teste de esforço para melhor avaliação da isquemia cardíaca antes da cirurgia.
B
nenhuma intervenção ou orientação suplementar específica para a cirurgia.
C
introduzir diltiazem antes do procedimento cirúrgico.
D
solicitar cintilografia de perfusão miocárdica para melhor estratificação do risco cirúrgico do paciente.
E
suspender a cirurgia e encaminhar ao cardiologista para melhor avaliação da insuficiência cardíaca e da possível insuficiência coronariana.
A obesidade é o acúmulo inapropriado de gordura corpórea em condições metabólicas capazes de aumentar a morbi-mortalidade. Assinale a alternativa incorreta:
Na obstrução arterial aguda embólica, o fator mais importante que determina a evolução da isquemia é:
Considerando o monitoramento do ritmo cardíaco, a parada cardiorrespiratória na criança ocorre mais frequentemente com o ritmo em
O diagnóstico mais provável do caso acima é:
Compartilhar