Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Homem portador de câncer de próstata com metástase óssea disseminada procura serviço de pronto atendimento com quadro de dor óssea de forte intensidade, difusa. Seu médico já receitou uso contínuo de paracetamol e de anti-inflamatório não hormonal (AINH), com persistência da dor, apesar das medicações. A conduta deve ser:

A
Fornecer medicação sedativa para que o paciente diminua a ansiedade. Manter o esquema já em uso.
B
Associar um opioide de baixa potência, por via oral ao esquema em curso.
C
Suspender o paracetamol, um analgésico de menor potência e que não será útil nessa situação, aumentar a dose de AINH.
D
Explicar que a dor é consequência das metástases, orientar a aguardar ação da associação em uso, alertar sobre o risco de dependência de certos medicamentos.
E
Suspender o AINH pelo risco de insuficiência renal associado ao uso crônico, aumentar a dose de analgésico.
Idealmente, o diagnóstico de cardiopatia congênita deve ser feito antes que o recém-nascido apresente quadro clínico grave, preferencialmente, antes da alta da maternidade. Um sinal clínico importante para detecção de cardiopatia congênita grave, principalmente daquelas que são canal dependente, é:
Homem de 25 anos apresenta- se ao atendimento referindo aumento do volume escrotal há 3 semanas. Sem comorbidades ou cirurgias prévias. Ao exame físico, não apresenta ginecomastia nem adenomegalias inguinais, o abdômen está flácido sem massas ou megalias, os pulsos femorais estão palpáveis, tem pênis e testículo direito normais, mas apresenta aumento do volume do escroto à esquerda, com piparote positivo, não sendo possível caracterizar o testículo esquerdo. Quanto ao planejamento diagnóstico e terapêuti co,nesse caso, é correto afirmar:
Em relação ao Antígeno Prostático Específico (PSA), é correto afirmar:
Para o tratamento cirúrgico do cisto tireoglosso é necessário que seja feita a ressecção parcial:
Compartilhar