Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Indivíduo de 42 anos de idade, masculino, procura ambulatório porque foi doar sangue e disseram que estava com hepatite. Nega sintomatologia. Ao exame físico: Bom estado geral, discretamente ictérico, raras telangiectasias em tronco. Fígado a 1 cm do RCD, duro discretamente doloroso. Exames Laboratoriais: Leucócitos: 5500/mm3 ; Plaquetas: 160.000/mm3; Hb: 15g/dL; Ht:34%. AST: 12U/L; ALT: 8 U/L; GGT: 20U/L; FA: 60U/L Bilirrubina Total: 2.4mg/dL .Testes Sorológicos para Hepatite: anti-HVA IgM negativo; anti-HVA IgG positivo; Ag HBs positivo; Anti-HBs negativo; Anti -HBc positivo; Ag Hbe negativo; Anti-HVC positivo. O paciente, nesse caso, tem infecção ativa por:

A
VHA e VHB.
B
VHA e VHC.
C
VHB.
D
VHA e VHB e VHC.
E
VHB e VHC.
Lactente de 5 meses é levado à consulta na unidade de saúde com quadro de diarreia aquosa há 1 dia. Segundo a mãe, as evacuações são líquidas, sem muco, pus ou sangue, volumosas, com frequência de 4 a 5 episódios ao dia. Refere também pouca aceitação do leite materno nesse período e 1 episódio de vômito. Ao exame, a criança apresenta-se alerta, com olhos pouco encovados, fontanela anterior deprimida, mucosas secas, pulsos cheios, boa perfusão periférica. A conduta mais adequada para esse caso é:
Sintoma predominante na cirrose hepática:
A tireoidite subaguda (não supurativa) pode causar todos os distúrbios abaixo, exceto:
O ritmo central, habitualmente em frequência alfa, mais evidente em adultos e bloqueado unilateralmente com a execução de movimento da extremidade (em geral membro superior) contralateral, chama-se:
Compartilhar