Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Infectologia

Obstetrícia

Instruções: Para responder às questões de números 27 a 29 assinale, na folha de respostas, a alternativa que contém a afirmação correta em relação ao assunto indicado: Sífilis durante a gestação.

A
O diagnóstico da infecção materna é obrigatoriamente sorológico.
B
A infecção fetal deve ser confirmada pela coleta de sangue por meio de cordocentese, e o esquema terapêutico a ser utilizado depende dos resultados do teste não treponêmico realizado no sangue fetal.
C
As alterações imunológicas da gestação invalidam as provas treponêmicas, razão pela qual se utiliza teste não treponêmico durante o seguimento prénatal.
D
Devido à lenta progressão da infecção na mãe, gestantes com teste não treponêmico de baixo título (até 1:4) não necessitam de tratamento.
E
Os critérios diagnósticos e os exames que podem ser realizados são os mesmos utilizados para qualquer paciente com suspeita de sífilis.
A inércia secundária pode acometer as fibras miometriais em qual das situações abaixo enumeradas?
Recém-nascido a termo de parto vaginal apresentou vômitos e fezes sanguinolentas no segundo dia de vida. O exame clínico do recém-nascido não revelou qualquer outra anormalidade. As fezes diluídas em solução salina e centrifugadas produziram um sobrenadante de cor rósea. O sobrenadante tratado com uma solução de hidróxido sódio a 1% sofreu alteração de coloração, apresentando coloração amarelo-pardacento. Qual é o diagnóstico mais provável?
A cefaleia é um dos sintomas mais comuns na prática médica. Os aspectos de história relacionados a seguir, fazem pensar em migrânea (enxaqueca) como origem da cefaleia, exceto:
Ao chegar em uma unidade básica de saúde do Município de Fortaleza para assumir a sua nova função de residente, você toma conhecimento que terá de acompanhar alguns casos de hanseníase que estão em tratamento para estados reacionais. Em relação a essas reações imunológicas na hanseníase, pode-se afirmar que:
Compartilhar