Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Joana tem um ano e meio e há três meses começou a frequentar creche. Teve um episódio de otite aos dez meses de idade e está no quinto dia de uso de amoxicilina com clavulanato por via oral para tratamento do segundo episódio. É levada à emergência com crise convulsiva generalizada. Após controle da crise, apresenta irritabilidade alternada com sonolência e rigidez de nuca terminal, sem sinais neurológicos focais. A punção lombar realizada revela: 875 células/mm³ sendo 95% de polimorfonucleares, glicose 23 mg/dl, proteínas 158 mg/dl e presença de diplococos gram-positivos no exame de lâmina com coloração de Gram. Ao saber do fato, dona Vilma, a diretora da creche telefona para saber que conduta ela deve tomar e você a orienta para:

A
suspender as atividades na creche por 24 horas para desinfecção e b) recomendar que as crianças sejam levadas ao pediatra.
B
informar que as crianças e a professora devem receber profilaxia com rifampicina, de 12 em 12 horas, por 2 dias.
C
não tomar nenhuma medida específica e informar aos pais que o caso de Joana não oferece maior risco às outras crianças.
D
informar que as crianças devem receber profilaxia com rifampicina, em dose única diária, por 4 dias.
Considere as condições abaixo, relacionadas à dependência do álcool: I. Tolerância ao uso. II. Sintomas de abstinência. III. Quantidade diária de consumo. Quais delas permitem estabelecer o diagnóstico clínico desta dependência?
Com relação à hepatite B, qual das afirmativas abaixo se encontra incorreta?
Paciente portador de insuficiência cardíaca em classe funcional I pela NYHA (New York Heart Association), com diagnóstico recente e sem tratamento medicamentoso, qual o medicamento mais indicado a ser inicialmente empregado ?
Em um material purulento cuja bacterioscopia revela bacilos Gram-positivos, pensa-se em:
Compartilhar