Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

João, 58 anos, natural de Minas Gerais, hipertenso há 20 anos, chega à Emergência com dor abdominal aguda seguida por distensão e vômitos fecaloides, há 24 horas. História de cirurgia para apendicite aguda há 24 anos e doença diverticular. Exame físico: T ax 36.5°C, PA 90 X 60 mmHg, FC 108 bpm, FR 28irpm. Exames laboratoriais iniciais hematócrito 45%, leucócitos 10.000/mm³, creatinina 1,6mg/dl, ureia 78mg/dl, K 4,9mEq/I, Na 140mEq/I. As alterações hemodinâmicas se devem a:

A
sepse
B
translocação bacteriana
C
insuficiência renal
D
hipovolemia
Recém nascido com 18 dias de vida, apresentando distensão abdominal e vômitos biliosos persistentes, desde o nascimento. Seio materno exclusivo. Rx de abdômen evidenciou imagem da dupla bolha. O diagnostico provável, nesse caso, é:
Para o diagnóstico de hanseníase, é necessária a presença de uma ou mais das seguintes características, EXCETO:
Pedro Paulo, 32 anos, casado, engenheiro agrônomo, residente em Sobral, procura seu médico de família com queixa de lesão eritematoescamosa com bordas nítidas em região inguinal, extensa, acometendo o períneo e a região glútea, bilateral. Referiu prurido intenso que provocou liquenificação e escurecimento da área. Baseando-se no caso acima e em seus conhecimentos, assinale a alternativa CORRETA:
Hérnia inguinal indireta com ânulo inguinal profundo alargado (assoalho do canal inguinal íntegro) e parede posterior preservada é classificada como Nyhus:
Compartilhar