Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

José Maria, 65 anos, desmaiou jogando uma partida de futebol. O SAMU 192 foi acionado e chegou em 10 minutos. Ao exame, ausência de respiração e pressão arterial no ECG asistolia. Foram realizadas manobras de reanimação cardior­repiratória durante 10 minutos, sem que fosse obtido sucesso. Os familiares chegaram assustados e informaram angina há 05 anos e diabetes do tipo 2. Dos quadros relatados abaixo, qual a mais provável causa mortis?

A
Parada cardíaca.
B
Tamponamento cardíaco.
C
Rotura de cordoalha tendínea.
D
Fibrilação Ventricular.
E
Necrose do miocárdio.
A síndrome hipertensiva está entre as causas mais frequentes de óbito materno. É uma das atribuições da Estratégia de Saúde da Família reduzir a morbimortalidade materno-infantil. Com relação às síndromes hipertensivas na gestação, assinale a alternativa INCORRETA:
Em relação à abordagem clínica do tabagismo, uma intervenção breve, como simplesmente alertar o fumante, produz taxas de cessação por ano de:
Dona Maria de Fátima, 33 anos, solteira, diarista, sabidamente asmática, procurou o acolhimento da Unidade de Saúde da Família sem alterações no estado geral e no estado mental, com dispneia moderada, taquipneica, presença de sibilos difusos, com frequência cardíaca igual a 120 bpm, não conseguindo falar frases completas. Qual a classificação da crise de asma de Dona Maria de Fátima?
Mulher obesa, internada para cirurgia bariátrica, apresenta, no segundo dia de pós-operatório, na UTI, queda da saturação da hemoglobina. Está sedada e em uso de ventilação mecânica. A chapa de Raios-X de tórax tirada no leito mostra condensação homogênea triangular à esquerda, com desvio da traqueia para o lado da lesão, retração costal e apagamento da silhueta cardíaca. Esse achado é indicativo de:
Compartilhar