Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Jovem de 17 anos, com 38 semanas de gestação, foi internada no centro obstétrico por encontrar-se na fase ativa do trabalho de parto sem comorbidades ou intercorrências. Feito o bloqueio peridural para analgesia, a paciente sofreu parada cardiorrespiratória, que não reverteu após as manobras de ressuscitação realizadas durante 5 minutos. Qual a próxima conduta a ser adotada?

A
Manter os esforços de ressuscitação, utilizando os mesmos medicamentos e doses empregados fora da gestação; a sobrevivência do feto depende da ressuscitação materna.
B
Realizar cesariana de emergência com intenção de aumentar a chance de ressuscitação materna.
C
Realizar cesariana de emergência com intenção de salvar o feto.
D
Manter as manobras de ressuscitação por até 10 minutos e, na ausência de resposta, realizar cesariana de emergência.
E
Manter os esforços de ressuscitação e aumentar as doses dos vasopressores para compensar o aumento do volume circulatório decorrente da gestação.
São consideradas lesões benignas gastroduodenais:
A violência doméstica é considerada um grave problema de saúde pública. O atendimento destas crianças deve ser uma equipe interdisciplinar, composta por profissionais qualificados e sensibilizados com o tema. Em relação ao diagnóstico e ao manejo de maus-tratos contra crianças e adolescentes, está correto afirmar que:
Paciente de 23 anos, com práticas esportivas regulares, com fratura de fêmur há 2 dias, apresentando dispneia intensa e confusão mental, o diagnóstico mais provável:
Paciente de 62 anos de idade, sexo feminino apresentou prurido intenso na região perianal há seis meses. Procurou o serviço público de saúde não sendo atendida por diversas vezes. No momento, refere hematoquesia de repetição e dor na região perineal com perdas espontâneas de fezes nas vestes. Ao exame físico, encontramos extensa lesão ulcero-infiltrativa do canal anal e incontinência fecal e o laudo histopatológico confirmou carcinoma espinocelular. A melhor conduta, neste caso, é:
Compartilhar