Questões na prática

Psiquiatria

Jovem de 17 anos, sexo feminino, é trazida ao ambulatório de Clínica Médica pelos pais. A queixa é de comportamento 'fora dos padrões' e solicitam investigação adequada. Referem que há cerca de dois anos a mesma apresenta hábitos alimentares aberrantes, chegando a comer '10 pacotes de batatas fritas e incontáveis biscoitos e bombons de chocolate' em um dia. Após este 'dia de farra de comida' (referência dada pelos pais), passa de dois a três dias em intensa atividade física na academia de musculação - com sessões de 6 a 8 horas diárias - sem alimentar-se ou ingerir líquidos adequadamente. Esses ciclos alternantes vêm se repetindo 2 a 3 vezes por semana por pelo menos 6 meses. Durante entrevista, a paciente confirmou as informações dadas pelos pais e referiu que come exagerado por perder o controle, mas que sente-se extremamente infeliz após tais episódios. Relata que se acha um pouco acima do peso, mas nega indução de vômitos ou uso de laxantes em qualquer época. Nega alucinações visuais ou auditivas. A avaliação mostrou plena orientação pessoal, temporal e espacial; o índice de massa corpórea era de 26 kg/m²; as mucosas estavam levemente ressecadas; demais aspectos do exame físico estavam normais. Foi realizada avaliação bioquímica que não demonstrou alterações. Com base nestes dados, qual o diagnóstico mais provável?

A
Esquizofrenia.
B
Compulsão alimentar.
C
Anorexia nervosa.
D
Bulimia nervosa.
E
Depressão.
Sabendo que grande parte das afecções neonatais possam ser decorrentes de eventos hipóxicos, é correto afirmar que:
M.S.T., masculino, 8 meses, nascido a termo, parto vaginal com fórceps, Apgar 5/9 e peso de 3200 g. Recebeu aleitamento materno até 3 meses de idade, quando foi introduzido leite de vaca integral diluído ao meio e dieta complementar. Na consulta de rotina na UBS, observado baixo ganho de peso, palidez, esplenomegalia discreta e atraso do desenvolvimento neuropsicomotor. Não há referências de doenças familiares. A hipótese diagnóstica e conduta mais corretas neste caso seriam:
Recém-nascido de 8 dias de vida encontra-se na unidade de terapia intensiva com suspeita de cardiopatia congênita. Ao exame físico: mal estado geral, taquidispneico, perfusão capilar lentificada, pele fria e cianose importante. Saturação de 50%. Ausculta cardíaca: ritmo cardíaco regular em 2 tempos com sopro sistólico ++ em 6+, audível na borda esternal esquerda baixa. Pulsos filiformes e presentes nas quatro extremidades. A principal hipótese é:
A causa mais comum de hemorragia gastrointestinal aguda baixa em pacientes menores de 30 anos é:
Compartilhar