Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Jovem de 22 anos iniciou, há três dias, dor tipo “agulhadas” nos membros inferiores. Procurou ajuda quando notou fraqueza muscular, referindo que sentia “como se suas pernas fossem de borracha”. Evoluiu com paralisia arrefléxica, acometendo braços e principalmente pernas. A tomografia computadorizada do crânio e da coluna lombar foram normais. Liquor com 1 hemácia/mm³, 5 leucócitos/mm³ (100% mononucleares) e 300 mg/dl de proteínas. O quadro clínico e laboratorial apresentado pelo paciente está, na maior parte dos casos, relacionado à infecção por:

A
Coxsackie B.
B
Campylobacter jejuni.
C
Listeria monocytogeneses.
D
Haemophilus influenzae.
Em relação ao paciente com aterosclerose periférica e insuficiência arterial crônica dos MMII, considere as seguintes afirmativas: 1. As drogas que inibem a função plaquetária são utilizadas para diminuir a síndrome de reperfusão após a reconstrução arterial. 2. O tratamento clínico é preconizado preferencialmente nas fases I e II da classificação de Fontaine, na doença arterial crônica dos MMII. 3. O uso de antiplaquetários na doença arterial crônica não diminui a incidência de eventos cardiovasculares. 4. O fumo tem efeito aterogênico, vasoconstritor e trombogênico. 5. A proteção contra o frio é a medida mais eficaz para aumentar o fluxo sanguíneo no membro inferior com isquemia crônica. Assinale a alternativa correta.
Em relação à hematúria na infância, considere as seguintes afirmativas: 1. Hematúria é definida por excreção de quantidades anormais de eritrócitos intactos na urina. 2. Eritrocitúria dismórfica acompanhada de proteinúria anormal é sinal confiável de doença glomerular. 3. Doença policística renal, síndrome de Alport e doença falciforme são causas hereditárias de hematúria. 4. Testes urinários que utilizam fitas reagentes podem apresentar resultados falso-positivos para hematúria em caso de urinas alcalinas (com pH > 9). Assinale a alternativa correta.
Menino, 4 anos, foi internado no serviço de emergência pediátrica com diagnóstico de pneumonia e empiema pleural. O agente etiológico isolado na hemocultura foi o Streptococcus pneumoniae. No 5º dia de internação, apresentou ao exame físico: FC = 160 bpm; PA = 80 x 50 mmHg (PA sistólica = 60 mmHg durante a inspiração); T = 38,7ºC. Veias jugulares estavam ingurgitadas, as bulhas cardíacas praticamente inaudíveis, o murmúrio vesicular audível bilateralmente, mas diminuído nas bases, presença de estertores crepitantes nas bases, submacicez à percussão das bases. O fígado estava palpável a 6 cm da reborda costal direita, consistência aumentada. As extremidades estavam frias e a perfusão periférica era diminuída. Qual das hipóteses abaixo explica a presença desses dados clínicos?
Lactente de 5 meses é levado à consulta na unidade de saúde com quadro de diarreia aquosa há 1 dia. Segundo a mãe, as evacuações são líquidas, sem muco, pus ou sangue, volumosas, com frequência de 4 a 5 episódios ao dia. Refere também pouca aceitação do leite materno nesse período e 1 episódio de vômito. Ao exame, a criança apresenta-se alerta, com olhos pouco encovados, fontanela anterior deprimida, mucosas secas, pulsos cheios, boa perfusão periférica. A conduta mais adequada para esse caso é:
Compartilhar