Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Cardiologia

Reumatologia

Jovem de 5 anos, com história de artrite no joelho e punho esquerdo e tornozelo direito há 7 dias, com duração de 3 dias em cada articulação. Há 2 dias apresenta dor precordial e cansaço aos grandes esforços. Nega antecedentes infecciosos. Exame: taquicárdica, sopro sistólico em foco mitral com irradiação para axila e artrite em tornozelo direito. Suspeita-se de febre reumática. Qual dos achados abaixo NÃO constitui critério maior para o diagnóstico de febre reumática aguda?

A
Artrite.
B
Febre.
C
Eritema marginado.
D
Nódulo Subcutâneos.
Mulher, 23a, refere cardiopatia congênita diagnosticada na infância, porém sem acompanhamento médico. Apresenta dispneia aos pequenos esforços, anasarca e cianose apenas em membros inferiores. AS HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS SÃO:
Paciente do sexo feminino, 73 anos, comparece à consulta médica, informando que durante o último ano apresentou perda espontânea de 5 kg. Afirma que está inapetente e que observou dificuldade crescente para realizar atividades habituais como subir no ônibus ou levantar-se da cadeira. Relata grande fadiga. Nega humor deprimido ou anedonia. Ao exame físico, nota-se redução da força muscular, medida através da força de preensão palmar. A paciente afirma que passou por diversos médicos sem receber um diagnóstico preciso. Traz vários exames realizados que se mostraram normais. O diagnóstico mais provável para a paciente é:
Lactente masculino nasceu na 40ª semana de gestação com peso = 3.100 g, comprimento = 50 cm e Perímetro Cefálico (PC) = 34 cm. Apresentando crescimento e desenvolvimento normais. Assim, aos 9 meses deve apresentar:
Mãe comparece ao Ambulatório Araújo Lima da UFAM com lactente de dois meses apresentando há um mês estridor inspiratório que piora com decúbito dorsal. Qual o provável diagnóstico?
Compartilhar