Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Jovem procura seu médico, por quadro iniciado há dois meses, de febre vespertina, sudorese noturna e perda ponderal. É percebido aumento de volume na região cervical compatível com linfonodomegalia, que é biopsiada com exame histopatológico, mostrando doença de Hodgkin tipo predomínio linfocitário. Dos achados abaixo, o que confere pior prognóstico para o paciente é a presença de:

A
esplenomegalia.
B
anemia hemolítica.
C
invasão de medula óssea.
D
linfonodomegalia mediastinal.
Um soldado suíço relata viagem que fez à Bacia Amazônica, no mês de outubro de 2008, por um período curto. Um amigo em comum sabe que você é médico residente e que gosta e se interessa por assuntos da infectologia e pergunta-lhe se há algum cuidado a ser recomendado para seu amigo viajante. O que você recomendaria?
RN prematuro, 31 semanas, muito baixo peso, no 3º dia de vida, encontra-se com balanço hídrico positivo, pulso amplos, taquicardia, taquipneia, hiperfluxo pulmonar, hepatomegalia e acianótico. O diagnóstico provável é:
A clássica tríade de Virchow, relacionada à etiopatogenia do tromboembolismo venoso consta dos seguintes fatores:
Mulher, 23 anos, vem pela manhã à Unidade de Saúde da Família para realizar o exame citopatológico de colo uterino. O médico observa que na sala de espera a paciente apresenta risos imotivados, tosse, letargia, conversa com todos os presentes, com fala lentificada, está comendo a segunda barra de chocolate. Durante a consulta, constata hiperemia conjuntival, taquicardia, xerostomia, midríase, temperatura de 35,4°C. Registros de prontuário anterior apontam um irmão esquizofrênico. Mantida para observação, apresentou franca normalização dos sinais vitais e comportamentais, bem como recuperação da crítica. Considerando síndromes correlatas ao uso de drogas como hipótese diagnóstica, o diagnóstico e conduta são:
Compartilhar